Home Festivais 43ª Mostra Internacional de SP: Dois Papas
43ª Mostra Internacional de SP: Dois Papas
CINÉFILOS
29 out 2019 | Por Beatriz Carneiro (beatriz.carneiro2020@gmail.com)

Este filme faz parte da 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Para mais resenhas do festival, clique na tag no final do texto.

Dois Papas (The Two Popes, 2019) é uma obra cinematográfica, baseada em uma história real, que conta a relação entre  o papa Bento XVI (Anthony Hopkins) e papa Francisco (Jonathan Pryce). O longa, que foi prestigiado no Festival de Toronto, conta com a direção do brasileiro Fernando Meirelles e com roteiro do produtor neozelandês Anthony McCarten. 

O início do filme começa com a morte do papa João Paulo II, o fervor das eleições dentro do Vaticano para escolha de um próximo sucessor e a espera ansiosa dos fiéis católicos aos arredores da sede da igreja católica pelo mundo. Os nomes mais cotados são o do conservador Joseph Ratzinger, Bento XVI da Alemanha, e do reformista Jorge Bergoglio, papa Francisco da Argentina. No final das contas, Joseph acaba tornando-se o sucessor.  

Papa Bento XVI apresentando-se aos fiéis após a posse [Imagem: Reprodução]

Outro plano de fundo que acompanha todo o filme são as inúmeras denúncias referentes a abusos sexuais cometidos por clérigos dentro e fora do seio católico, em Roma, tendo como consequências a perda de adeptos. Para além dessas questões, o foco do filme é a história de dois homens que ocupam altos cargos, mas que assim como todo ser humano tomaram decisões no passado que ainda refletem no presente. Isso corrobora para muitas cenas de flashback que deixam o espectador por dentro de muitos acontecimentos da vida de ambos nunca revelados.

O carismático Papa Francisco [Imagem: Reprodução]

Essa narrativa é acima de tudo uma história de perdão e de embate de opiniões diferentes. Papa Francisco é um clérigo humilde que tem planos reformistas para igreja católica. Já Bento XVI é um conservador muito estudioso e se porta como tal. Ambos possuem argumentos diferentes e partilham ideais distintos. Ao longo de cada cena eles trocam conhecimento e reconstroem opiniões, algo raro de se ver hoje. 

Bento XVI  [Imagem: Reprodução]

Dois Papas também tem uma boa dosagem de humor brasileiro e sátira colocados por Meirelles. O filme também apresenta uma riqueza de idiomas e contrastes belíssimos, além de recortes cinematográfico que mostram o luxo da igreja católica. A trilha sonora acerta em cheio ao colocar como um das músicas Bella Ciao

Os dois papas caminhando no jardim de verão [Imagem: Reprodução]

O filme, uma produção Netflix, é uma verdadeira obra prima, desde cada detalhe das roupas até a ótima interpretação dos atores Jonathan Pryce e Anthony Hopkins. 

Confira o trailer:

 

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*