Home Lançamentos A Comédia Alternativa no Combate a Homofobia
A Comédia Alternativa no Combate a Homofobia
CINÉFILOS
29 jul 2015 | Por Jornalismo Júnior

por Maria Beatriz Barros
mabi.barros.s@gmail.com

Na contramão da maioria das comédias românticas, o longa francês Beijei uma Garota (Toute Première Fois, 2015) nos apresenta uma situação alternativa a amplamente reproduzida no cinema, quando se trata de homossexualidade. Os desafios de uma relação homoafetiva dão lugar à história de Jéremie (Pio Marmaï), convicto gay que um dia acorda ao lado de Adna (Adrianna Gradziel).

A aventura dos dois não seria problema, se não fosse o namoro do protagonista com Antoine (Lannick Gautry). A primeira reação do personagem de Marmaï é tentar voltar a sua vida normal e fingir que nada aconteceu. Porém, apesar de amar seu companheiro, ele não consegue esquecer a linda e divertida sueca com quem passou a noite.

Jéremie, então, decide contar a ela que é gay e que está prestes a se casar, para tentar afastá-la, mas desiste do plano após duas tentativas frustradas de fazê-lo. Em meio a desventuras para tentar se desvincilhar da moça, ela é contratada para trabalhar no mesmo escritório que seu amante. Obrigado a conviver com a personagem de Gradziel, o protagonista decide abraçar os dois relacionamentos, sem contar para Antoine de Adna, e vice-versa.

Beijei uma Garota - Jéremie e Adna

A grande contribuição de Beijei uma Garota, tanto para o cinema, quanto para a sociedade, é colocar a relação homoafetiva como mundo comum do enredo, não como conflito. Por mais que a intenção social de todos os longas que retratam a descoberta da homossexualidade seja combater a homofobia, a situação é retratada como turbulenta e enfrenta dificuldades para ser aceita.

Já na produção cinematográfica francesa, o relacionamento de Jéremie e Antoine é bem visto pelos amigos do casal e querido pelos pais do protagonista. Com bom humor, o longa é bem-sucedido ao propor uma nova maneira de operar a luta pelos direitos homossexuais na telona.

Beijei uma Garota - Jéremie e Antoine

Além das desventuras do personagem de Pio Marmaï, completa o cenário da comédia o possível casal inusitado Charles (Franck Gastambide) e Clémence (Camille Cotin). O melhor amigo e sócio do protagonista é um conquistador acostumado a dormir cada noite com uma modelo diferente e que se vê frente a um possível relacionamento com sua secretária rabugenta, totalmente fora dos padrões de beleza que ele tanto cultivava por ele. Outros personagens interessantes e bem-humorados são os pais de Jéremie, totalmente alternativos e revolucionários.

Beijei uma Garota - Pais

Beijei uma Garota esteve em cartaz no Festival Varilux de Cinema Francês, de 10 a 17 de junho, e estreará para o grande público em 30 de julho. Vale a pena conferir o longa dirigido por Noémie Saglio e Maxime Govare, uma suave comédia romântica apimentada por crítica social.

Confira o trailer de Beijei uma Garota:

TAGS
Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*