Home Lançamentos A Grande Aposta, contra o mercado, a favor do cinema
A Grande Aposta, contra o mercado, a favor do cinema
CINÉFILOS
15 jan 2016 | Por Jornalismo Júnior

por Maria Beatriz Barros
mabi.barros.s@gmail.com

A Grande Recessão de 2008 ainda é um tema nebuloso. É de conhecimento geral que o epicentro da crise foi o mercado imobiliário dos Estados Unidos e que ela afetou diversas outras economias, mas é raro alguém, que não economistas e interessados no assunto, que saiba de fato o que aconteceu.  Sob o olhar das personagens de Christian Bale, Ryan Gosling, Steve Carell e Brad Pitt, o longa A Grande Aposta (The Big Short, 2015) nos leva ao submundo dos bancos e explica, com um toque de comicidade, a maior crise financeira dos últimos anos.

Desistir da residência em neurocirurgia por tédio revela, no mínimo, a excentricidade de Michael Burry (Bale). Em 2005, ele prevê o colapso financeiro, baseado em créditos de alto risco que cada vez menos davam retorno. Ele vê neste cenário a oportunidade de fazer rios de dinheiro, e aposta contra o mercado imobiliário. Os bancos, confiantes na solidez daquele, aceitam o swaps (trocas de risco sobre operações financeiras) de Burry. grandeaposta_1 No entanto, alguém percebeu a jogada de Burry. O banqueiro Jared Vennet (Gosling), o narrador irônico, ouve um de seus colegas das apostas do personagem de Bale, e logo percebe que as predições são verdadeiras. Ele decide também apostar contra o mercado imobiliário. Um ligação errada dele avisa Mark Baum (Carell) quanto ao futuro colapso e este junta-se a Vennet.

grandeaposta_2

Divulgação Paramount

Ben Ricket (Pitt), um banqueiro aposentado, se envolve com a aposta junto aos jovens Charlie Geller (John Magaro) e Jamie Shipley (Finn Wittrock), que encontram o projeto de Vennet na recepção de um banco, e também fazem suas apostas. Os quatro embarcam no sujo submundo dos bancos.

O longa é baseado no best-seller A Jogada do Século, de Michael Lewis. A direção de Adam McKay confere a crise, vista pela perspectiva do livro, um ritmo acelerado e alucinante. Em meio a transações de Wall Street, vemos cenas da cultura pop dos anos 2000 na forma de vídeos e fotos inseridos em time-lapses, além da trilha sonora com Nirvana.

Assim como no livro, o diretor de usa e abusa de termos em “economês”, o que tinha tudo para transformar o filme em maçante e tedioso. McKay dribla tal adversidade colocando celebridades como Selena Gomez e Margot Robbie para explicar as palavras, dando um toque de leveza em meio a um vocabulário tão específico.

A Grande Aposta foi indicado a 88ª Edição do Oscar nas categorias Filme, Diretor, Ator Coadjuvante (Bale), Roteiro Adaptado e Montagem. Ainda, ele concorreu ao  Globo de Ouro 2016 nas categorias “Melhor Filme de Comédia ou Musical”, Melhor Ator para Bale e Carell e Melhor Roteiro.

Confira o trailer:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*