Home Lançamentos Netflix: A Missy Errada – Uma comédia estupidamente engraçada
Netflix: A Missy Errada – Uma comédia estupidamente engraçada
CINÉFILOS
02 jul 2020 | Por Marina Bittencourt (maribcg@usp.br)

A Missy Errada (The Wrong Missy, 2020) é uma comédia superficial sobre como a pessoa errada pode, na verdade, ser a pessoa certa. O filme produzido pela Netflix e lançado em maio de 2020 é estrelado pela atriz Lauren Lapkus (Melissa) e pelo ator David Spade (Tim Morris).

A narrativa conta a história de um homem, Tim, que após se separar da sua noiva procura por um romance em um aplicativo de encontro às cegas. Nele, ele encontra Melissa (Missy), com quem tem um encontro tão desastroso, que o deixa traumatizado por três meses até encontrar o que aparenta ser a sua mulher dos sonhos, Melissa Doherty (Molly Sims).

Tim então começa a trocar mensagem com Melissa, e decide convidá-la para o retiro do seu trabalho que acontecerá no Havaí. Somente no avião é que ele se depara com Missy, a garota do seu terrível encontro de meses atrás, e não Melissa, a garota que encontrou no aeroporto e ex-Miss Maryland. Timothy se vê preso em um final de semana com a mulher do pior encontro da sua vida, ao mesmo tempo que Missy alega que ele a salvou com as mensagens .

A obra que segue a linha de comédias trash dos anos 2000 protagonizadas por Adam Sandler, — A Missy Errada foi produzido pela produtora dele, Happy Madison — com roteiro superficial, fotografia pouco marcante, personagens exagerados e piadas físicas, parece também ter sido feita naquela época. O longa conta com cenas difíceis de serem toleradas em 2020, como por exemplo, cenas com conteúdo de assédio sexual que são tratadas como piada.

Missy bêbada. [Imagem: Allen Covert]

A atriz Lauren Lapkus, com suas expressões exageradas, excede em seu papel como Missy. A personagem excêntrica acaba proporcionando as cenas mais engraçadas do filme. A maioria das piadas, por serem forçadas, pouco naturais, e nada orgânicas, focam num público extremamente específico, mas as piadas acidentais, como as expressões exageradas de Lapkus em momentos inadequados, roubam a cena e proporcionam a melhor comédia da trama.

O filme é bem sucedido no que se propõe: uma comédia simples, exagerada, pouco profunda e divertida para passar o tempo em dias estressantes sem realmente ter que pensar muito sobre o que está acontecendo em tela.

Não é em nenhum aspecto um longa marcante ou que será lembrado por anos, mas algo rápido e divertido para deixar passando no fundo, enquanto você faz outras coisas ou espera pelo lançamento da nova temporada da sua série favorita.

A obra está disponível na Netflix, confira o trailer:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*