Home Lançamentos A morte vista de uma webcam
A morte vista de uma webcam
CINÉFILOS
06 maio 2015 | Por Jornalismo Júnior

por Maria Beatriz Barros
mabi.barros.s@gmail.com

Como reagiriam a sua morte? A nova produção de Daniel Filho Sorria, Você Está Sendo Filmado (2015), mostra os acontecimentos no pós-morte de um homem de meia idade através do ângulo de uma webcam.

O enredo do longa é praticamente todo mostrado em seu trailer, seguindo a tradição de grande parte dos filmes da Globo. O cerne é o suicídio do escritor de piadas da Globo, Mathias. Ao ouvir um disparo de arma, o síndico do prédio Valdir (Otávio Augusto), sua esposa Vera (Susana Vieira), o porteiro Geneton (Lázaro Ramos) e a faxineira Shirley (Roberta Rodrigues) vão até o apartamento do humorista e o encontram morto. Eles, então, acionam a polícia e o SAMU, e enquanto esperam a chegada deles, conversam sobre a vida do suicida e de suas próprias, sem saber que estavam sendo gravados pela webcam do finado.

sorria1

O filme é gravado em apenas um ângulo: o da câmera do computador do suicida. O cenário também permanece o mesmo durante todo o longa: a sala, a cozinha e a porta de entrada do apartamento do morto. Assim, o dinamismo da produção fica a cargo do fluxo dos atores em cena, muito parecido com o que acontece em peças de teatro.

Os personagens do longa são estereótipos sociais, com tendências caricatas. Temos o síndico megalomaníaco, a sub-celebridade que acha que é famosa, o agente funerário sanguessuga, a empregada desesperada por cinco minutos de fama, o porteiro ingênuo e subserviente, o policial folgado, entre outros. Todos eles tentam, de alguma forma, usar a morte do escritor a seu favor, principalmente pelo fato dele trabalhar na Globo. É interessante observar a mudança drástica de comportamento deles ao perceber que estão sendo gravados, tornando-se muito mais altruístas e educados.

Sorria, Você Está Sendo Filmado é baseado na produção sérvia Morte de um Homem nos Balcãs (Smrt coveka na Balkanu, 2013), de Miroslav Momcilovic. As diferenças entre ambos se concentram em detalhes, por exemplo, na profissão do personagem suicida, que muda de músico para humorista da versão europeia para a nacional. Fora isso, há poucas alterações no enredo, nas características dos personagens e até mesmo no cenário. Pode-se dizer que o diretor, Daniel Filho, basicamente acrescentou à trama o “jeitinho brasileiro”.

Figura1

O filme estará nos cinemas na próxima quinta-feira, dia 7 de Maio, e conta com nomes, além dos já citados, como Lúcio Mauro Filho, Marcos Caruso, Deborah Secco, Juliano Cazaré e Thiago Rodrigues.

Confira o trailer:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*