Home Escuta Aí A parceria que deu certo entre música e Internet – Bandas independentes usam a rede para divulgar seus trabalhos
A parceria que deu certo entre música e Internet – Bandas independentes usam a rede para divulgar seus trabalhos
Escuta Aí
10 set 2013 | Por Jornalismo Júnior

Nos últimos anos, muita coisa mudou no cenário da música. As gravadoras perderam a força que tinham anteriormente e a internet tem impulsionado a carreira de novos artistas que se dedicam a estilos musicais próprios, marcados pela criatividade e pela inovação.

A banda Filarmônica de Pasárgada, formada em 2008 por alunos do curso de música da USP, é um exemplo dessa nova geração de músicos que reconhece a importância de estar conectado à rede.

No final de 2012, a banda lançou no Youtube o clipe da canção “O seu tipo”, gravado na Praça do Relógio, na USP,  que já alcançou mais de 110 mil visualizações no site.

Imagem do clipe da música “O seu tipo” (http://www.youtube.com/watch?v=Fy6tIMRyuhg

Clipe da música “O seu tipo” foi gravado na Praça do Relógio, dentro da Cidade Universitária. Reprodução

Segundo Marcelo Segreto, compositor e integrante do grupo, o videoclipe, além da divulgação proporcionada pelo Facebook, foi crucial para atrair fãs, aumentar o público nos shows e abrir portas para novos projetos. “Música independente depende da internet. Essa questão da formação de público é um trabalho de formiguinha e a internet é fundamental para isso!”.

No entanto, sobreviver no mercado da música independente, não é uma tarefa fácil. “Não tendo uma empresa ou gravadora por trás, podemos fazer um trabalho musical 100% nosso. Com nossas decisões desde a gravação até o encarte do CD. E isso é legal pois o trabalho fica com a nossa cara. Fica mais sincero e mais bem feito. O ruim é que precisamos correr atrás de uma infinidade de coisas que não tem muito a ver com a parte artística, como dedicar grande parte do tempo para divulgar e administrar a produção dos shows, escrever projetos para editais, cuidar de site, Facebook, responder e-mails e solucionar uma série de problemas”, declara Marcelo.

Integrantes da Filarmonica de Pasárgada. Edson Kumasaka

Integrantes da Filarmonica de Pasárgada. Foto Edson Kumasaka

A banda já lançou o seu primeiro CD O Hábito da força, que além estar à venda, está também disponível para download gratuito, uma estratégia que, ainda de acordo com Marcelo Segreto, funciona como uma forma de  atrair público e gerar mais compartilhamento do trabalho na internet. Agora, o grupo dedica-se a gravação de um disco com o cantor Tom Zé e aos  arranjos das canções do segundo CD da Filarmônica, Rádio Lixão, que será gravado em janeiro de 2014.

Mas a exploração dos recursos oferecidos pela internet pode ir além das redes sociais e do Youtube. A banda gaúcha, e também independente, Apanhador Só é um exemplo disso.

Banda Apanhador Só. Divulgaçã

Banda Apanhador Só. Foto divulgação

Enfrentando dificuldades para levantar fundos para a produção do seu segundo disco de músicas inéditas, o grupo optou pelo financiamento coletivo (crowdfunding). Assim, os colaboradores podiam escolher cotas de contribuição que variavam de R$ 15,00 a 10 mil reais e que de acordo com cada valor incluíam recompensas. Na lista dos prêmios havia desde vídeos exclusivos, CDs autografados, camisetas e ingressos para os shows até oficinas ministradas pelos integrantes do grupo, serenatas feitas pela Apanhador debaixo de qualquer janela e shows realizados na casa do contribuinte, grêmios estudantis ou eventos ligados à empresas privadas.

O projeto foi muito bem sucedido e contou com uma arrecadação total de quase 60 mil reais, valor que ultrapassou a meta previamente estabelecida. Dessa forma, o disco Antes Que Tu Conte Outra foi lançado nesse ano e, como os outros CDs da banda, está disponível para download.

Capa do cd “Antes Que Tu Conte Outra”. Divulgaç

Capa do cd “Antes Que Tu Conte Outra”. Foto divulgação

Outra iniciativa que merece destaque na área musical é o site Musicoteca. Criado em 2003 por Web Mota, o endereço eletrônico funciona como uma vitrine para novos talentos da música brasileira. Através dele é possível descobrir e desfrutar de um conteúdo musical de qualidade, desenvolvido por cantores como Phill Veras, Marina Wisnik e bandas como a 5 a seco. Todos os CDs estão também disponíveis no site para download.

por Yasmin Riveli
yasminriveli@gmail.com

 

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
MTV Brasil – A Televisão Tem Futuro?
[...] um artista no Brasil”, afirma Eduardo. Apesar de todos os novos investimentos nesta área por bandas alternativas. Além disso, havia uma grande ousadia estética na programação, com vinhetas experimentais e uma [...]
13 set 2013
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*