Home Lançamentos A Última Ressaca do Ano: confusões corporativas em clima natalino
A Última Ressaca do Ano: confusões corporativas em clima natalino
CINÉFILOS
09 dez 2016 | Por Jornalismo Júnior

Todo fim de ano é a mesma coisa: você começa a sentir o clima de natal ao ver as decorações nas lojas, as músicas natalinas tocando e também, os filmes temáticos com a data passando na televisão. A Última Ressaca do Ano (Office Christmas Party, 2016), chega para somar a esses longas, porém com um humor adulto e voltado ao mundo corporativo.

a-ultima-ressaca-do-ano

O filme começa com os preparativos para a festa de fim de ano da filial em Chicago da empresa Zenotec, liderada por Clay (T.J. Miller) com a ajuda de seu braço-direito, Josh (Jason Bateman). Mas a festança é cancelada pela CEO da empresa e irmã de Clay, Carol (Jennifer Aniston). Com a intenção de conseguir uma conta importante para a filial, Clay e Josh se unem a engenheira habilidosa Tracey (Olivia Munn) para fazer a festa mesmo sem o aval da chefona.

a-ultima-ressaca-do-ano-2

Com piadas que vão de besteirol a outras mais elaboradas, dada as devidas proporções, o longa muitas vezes lembra a série The Office, principalmente nas cenas com a personagem Mary, interpretada por Kate McKinnon. A atriz, que roubou a cena esse ano em Caça-Fantasmas (Ghostbusters, 2016), se destaca mais uma vez se tornando um dos nomes promissores da comédia hollywoodiana. Mary é a diretora de RH e as piadas com o estereótipo do profissional são todas bem boladas, tornando ela a melhor personagem do filme.

Mesmo bastante caricata e irreal, a chefona malvada de Jennifer Aniston também merece destaque. Também exagerado porém simpático, T.J. Miller, que interpreta Clay, se parece com uma versão melhorada e menos irritante de Russell Brand.

Com uma história despretensiosa, A Última Ressaca do Ano une situações irreais ao conhecido cotidiano corporativo, trazendo uma boa diversão para esse fim de ano.

por Mel Pinheiro
mel.pinheiro.silva@gmail.com

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*