Home Lançamentos Abominável: uma história sobre estar presente
Abominável: uma história sobre estar presente
CINÉFILOS
26 set 2019 | Por Catarina Barbosa (catarinavbarbosa@usp.br)

De acordo com a lenda asiática, Yeti — ou abominável Homem das Neves — é uma criatura gigante que vive no topo das montanhas do Himalaia. Se a lenda é real ou não, não sabemos, mas, na nova animação da DreamWorks, Abominável (Abominable, 2019), somos apresentados a história de cumplicidade entre a adolescente Yi (Chloe Bennet) e o simpático yeti Everest.

Depois de perder seu pai, Yi decide realizar o último desejo dele: viajar pela China e conhecer paisagens marcantes do país. No entanto, quando ela é surpreendida pela figura de Everest em seu telhado, a garota decide levá-lo de volta para o Himalaia e inicia uma aventura pelo território chinês, na companhia de seus vizinhos Peng (Albert Tsai) e Jin (Tenzing Trainor). A relação próxima entre menina e criatura assemelha -se com a amizade entre o ET e Elliott em E.T. (E.T.: Extra-Terrestrial, 1982), seja pelo laço que ambos os personagens criam logo que se conhecem ou pelo fato de que tanto Everest quanto o ET têm o poder de comunicarem-se com a natureza.

A música faz com que a comunicação entre a menina e a criatura seja ainda mágica [Divulgação/Universal Pictures]

Ao acreditar que Everest merecia voltar para seu lar e ter outra chance com sua família, Yi acaba revendo a própria relação com sua mãe após a perda do pai. O longa aborda, com sensibilidade, as dificuldades que a personagem tem de enfrentar e compreender as fases do luto, e termina por mostrar quem nem todas perdas significam o fim. Yi poderia não ter mais o pai presente em sua vida, mas, ainda sim, estava viva e cercada por pessoas que a amavam, e seu encontro com Everest a faz enxergar que sua vida iria continuar e que ela também merecia ser feliz.

A animação feita por computação gráfica é rica em detalhes, que despertam o olhar do espectador e trazem maior realidade ao filme. A DreamWorks acerta ao aproximar-se da cultura oriental quando retrata, de forma atrativa e respeitosa, as tradições e paisagens chinesas, atingindo também um novo tipo de público e permitindo que crianças asiáticas possam enxergar-se nas telas de cinema. Os diálogos e a reações dos personagens — principalmente os secundários — no desenrolar do filme dão o caráter divertido ao longa e garante as risadas do público.

Jin, Peng, Yi e Everest [Divulgação/Entreteniment Weekly]

O que encanta em Abominável é a delicadeza com que a história é contada: seja pelas animações bem detalhadas, pela trilha sonora ou pelo próprio roteiro. Ainda que seja por um processo difícil, Yi e seus amigos aprendem que para seguir em frente é preciso amadurecer. No fim, entendemos que mais do que a presença física, sentir que se pertence a alguém ou a algum lugar é o que realmente importa.

A animação estreia nos cinemas brasileiros em 26 de setembro e você pode conferir o trailer aqui:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*