Home Em Cena Anarriê! – Em clima de Festa Junina, a tradição nordestina faz bonito!
Anarriê! – Em clima de Festa Junina, a tradição nordestina faz bonito!
Em Cena
21 jun 2013 | Por Jornalismo Júnior

Chega junho e em São Paulo começam a se multiplicar os arraiás, afinal, os paulistanos adoram festa junina. Mas no nordeste do país essa tradição é bem mais forte e a importância do São João é enorme. Além de ser um dos santos homenageados do mês, é esse o nome que os festejos dessa época do ano tem no nordeste. Lá, essa comemoração que mistura religião, comidas típicas, danças e muita animação é tão ou até mais importante do que o carnaval. A antiga tradição, que dizem estar no sangue, é preservada e passada adiante ano após ano.

“Campina Grande chega a receber 100 mil pessoas por noite”. Reprodução

Festa Muito Esperada

Pessoas de todas as idades ficam ansiosas por essa festa, que começa muito antes de junho. Os preparativos como confecção de roupas típicas, decoração da cidade e ensaios pra quadrilha tem início até dois meses antes e ajudam a criar o clima de expectativa. As quadrilhas, aliás, são um dos símbolos dessa tradição. As duas cidades que disputam o título de ‘maior São João do mundo’, Caruaru(PE) e Campina Grande(PB) realizam quadrilhas gigantescas e encantadoras, que chegam a se encontrar e aumentar o clima de disputa entre as duas cidades. Ambas, porém, podem se orgulhar de suas belíssimas festas. Campina Grande chega a receber 100 mil pessoas por noite, e Caruaru criou até uma cidade cenográfica, onde, na véspera de São João carros alegóricos desfilam como no Carnaval. Os dias de Santo Antônio, São João e São Pedro são feriados nos estados do nordeste, e é na véspera dessas datas que as festas, não só as grandes como em Caruaru, se intensificam.

“Caruaru e Campina Grande realizam quadrilhas gigantescas e encantadoras”. Reprodução

Comemorando Como Antigamente

Nas pequenas fazendas e cidades do interior o sanfoneiro ainda existe, e anima o povo a noite inteira com seu forró pé de serra. Por toda parte se espalham fogueiras e, ao seu redor, pessoas que dançam, conversam, vizinhos que confraternizam. Existem até os padrinhos e madrinhas de fogueira, que batizam crianças ao redor desse importante símbolo de tradição. Originalmente, essa festa era em comemoração à colheita do milho, e é por isso que ele é o ingrediente principal das comídas típicas juninas, que fazem sucesso no país inteiro e estão presentes em quase todas as festas dessa época.

“Comemoração que mistura religião, comidas típicas, danças e muita animação é tão ou até mais importante do que o carnaval”. Reprodução

Negócio Lucrativo

O São João tem adquirido uma enorme importância comercial e proporcionado festas grandiosas, que atraem turistas do Brasil e do mundo inteiro, arrecadando milhões todos os anos. Existe até um projeto para aproveitar a Copa de 2014 e divulgar essa festa, que seria mais uma marca do nosso país no exterior. Campina Grande, que, como já foi dito, abriga uma das maiores festas de São João do país, receberia os turistas das cidades de Recife e Natal, cotadas para sediar jogos da Copa. Porém, para os fiéis seguidores das comemorações juninas, o mais importante é nunca deixar acabar essa tradição.

por Bruna Eduarda Brito
brunaeduarda.brito@gmail.com

info junina copy

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*