Home Lançamentos As Golpista: dinheiro, amizade e empoderamento feminino
As Golpista: dinheiro, amizade e empoderamento feminino
CINÉFILOS
05 dez 2019 | Por Vanessa Evelyn (vanessaevelyn@usp.br)

As Golpistas (Hustlers, 2019) conta a história de um grupo de strippers formado por Ramona (Jennifer Lopez), Destiny (Constance Wu), Anabelle (Lili Reinhart) e Mercedes (Keke Palmer), que se unem em um plano para arrecadar mais dinheiro de seus clientes: os homens de Wall Street.

A história começa em 2007 com Destiny em seu primeiro dia de trabalho no clube de strip. Após alguns poucos clientes se depara com Ramona conquistando a todos enquanto dança em cima do palco. Naquele momento resolve pedir conselhos e a partir dali surge uma amizade. Ramona e Destiny conseguem vários clientes juntas e passam a faturar muito até que, com a chegada da crise se 2008, seus clientes param de frequentar o clube. Nessa mesma época Destiny engravida e as duas amigas tomam rumos diferentes: enquanto Destiny se dedica a cuidar a filha e tem como suporte o namorado, Ramona e outras duas stripers do clube se reúnem para conseguir mais clientes.

Após 3 anos distantes, Destiny se vê precisando de dinheiro e retorna ao clube onde se reencontra com Ramona. Quando Destiny conta seu problema financeiro, é convidada a participar do esquema de golpes que Ramona juntamente com suas amigas, Annabelle e Mercedes, começaram a aplicar nos homens de Wall Street. É nesse momento que a equipe se completa e o drama de fato se inicia.

Destiny e Ramona [Imagem: Divulgação]

Com uma filmografia incrível, repleta de tons neons nas cenas do clube, o filme chama atenção e prende o espectador por suas cores. Todo o luxo é muito bem retratado por meio de cenas onde o dinheiro mais parece papel confete. Notas de dólar voam em slow motion, e cartões de crédito passam como se não houvesse o amanhã.

Um dos pontos altos do filme é a trilha sonora. Além de músicas animadas que se encaixam perfeitamente no clima de festa em que vivem as protagonistas, a produção acerta ao escolher grandes clássicos do pop, que fizeram sucesso os anos em que se passa a história. Por exemplo, chegando quase ao fim do filme, quando a história já está em 2013 a música de fundo é Royals de Lorde — cantora que ganhou um grammy naquela mesma época.

Apesar da sexualização do corpo feminino, o filme tenta desmistificar a idealização da vida de uma strip, trazendo para a narrativa a vida complicada e cheia de obstáculos. Ramona e Destiny, por exemplo, são mães e essa foi a maneira que encontraram de dar a melhor vida possível às filhas. Em uma das cenas, Ramona chega a comentar que a única coisa que deseja é que sua filha possa escolher ser o que quiser, e é para isso que trabalha.

O filme vai muito além de uma história sobre golpe. Ele trata de amizade e da união feminina. Baseado em uma história real que foi contada no artigo “The Hustlers at Score”, publicado pela revista The New York Magazine, não traz uma visão de fora do golpe, e sim uma visão das próprias participantes, levando o espectador  a entender melhor o que de fato aconteceu.

O filme será lançado no dia 05 de dezembro. Confira o trailer abaixo:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*