Home Virou História Cinco rivalidades atuais no mundo esportivo
Cinco rivalidades atuais no mundo esportivo
ARQUIBANCADA
08 nov 2016 | Por Jornalismo Júnior

Por Giovanna Querido e Daniel Miyazato

Talvez a característica mais apaixonante do esporte seja o convite à torcida, essa projeção do público nos times ou atletas, essa escolha de lados: é uma empatia genuína. De tão instigante, não é raro que as disputas extrapolem o esporte, hora criadas pelo imaginário popular, hora realmente vividas pelas personagens em questão. Pensando nisso, separamos 5 grandes rivalidades atuais, cada uma com sua parcela de mito e realidade.

Hamilton e Rosberg (Imagem: Reprodução/Google)

Os dois pilotos rivais da Mercedes (Imagem: Reprodução/Google)

Lewis Hamilton X Nico Rosberg

A corrida é uma das melhores representações do conceito de competição. A Fórmula 1, como mais importante categoria de corrida automobilística, não poderia ficar de fora da lista. Pródiga em embates memoráveis – Ayrton Senna vs. Alain Prost; James Hunt vs. Niki Lauda; Nigel Mansell vs. Nelson Piquet – os protagonistas da vez são os colegas de equipe, Nico Rosberg e Lewis Hamilton. O último chegou na Mercedes em 2013. Ambos já se conheciam; foram amigos inclusive, parceiros de kart. Esta amizade, no entanto, parece não ter resistido ao desejo pelo pódio. O histórico da contenda inclui desobedecer ordens da equipe, tirar o colega da pista e até jogar o boné no outro antes da entrega dos prêmios. A Mercedes sempre dá respostas evasivas quanto ao assunto, mas não dá para esconder a tensão entre os pilotos dos carros prateados.

O americano não consegue ser páreo do melhor do mundo (Imagen: Reprodução/Google)

O americano não consegue ser páreo do melhor do mundo (Imagen: Reprodução/Google)

Usain Bolt X Justin Gatlin

Ainda nas corridas, porém sobre pernas, a disputa entre os atletas tem instigado bastante o público. No cerne do conflito parece estar o histórico polêmico de Gatlin quanto a testes antidoping. O americano já foi flagrado duas vezes, em 2001 e 2006, e nas duas foi suspenso do esporte, mas pode retornar antes do determinado pelas sentenças, por cooperar com as investigações. “As regras existem e existem por uma razão. Se as regras dizem que ele pode ser banido e depois voltar para o esporte, eu não posso fazer nada a respeito”, já desabafou Bolt. Afora a questão do doping, os dois tem gosto pela mídia e costumam trocar provocações. O jamaicano apelidou Gatlin de “velhote” e faz piada com os cabelos brancos do americano, enquanto este responde chamando Bolt de “homem de meia-idade”.

O confronto mais esperado do UFC feminino ainda não aconteceu. (Imagem: FOX Sports)

O confronto mais esperado do UFC feminino ainda não aconteceu. (Imagem: FOX Sports)

Ronda Rousey x Cris Cyborg

O maior combate da história do MMA entre duas mulheres está cada vez mais próximo de acontecer, com a estreia da brasileira no UFC 198, dia 14 de maio. Já foram tantas alfinetadas desde 2014 que já dava até para fazer um colcha de crochê. A americana, Ronda Rousey, considera a entrada da curitibana Cris Cyborg uma ofensa a toda história que criara na competição. “Fazer as pessoas acharem que ela é a melhor do mundo quando não passa de um projeto de química [referindo ao caso de doping da brasileira em 2011]?”-  questionava Ronda. Nessa mesma coletiva, a americana chegou até a ameaçar a Cris de morte, o que seria o 1º homicídio do UFC: “vou tentar matá-la com as minhas próprias mãos, a menos que o juiz impeça”, disse Ronda. A brasileira rebate as crítica dizendo estar cansada desse papo de valentona. Aliás, a toda a valentia da norte-americana foi abalada com a perda do cinturão no UFC 193. “Ronda não aguenta soco. Eu já tinha falado antes que ela nunca tinha levado um soco de verdade na cara”, explica Cris Cyborg. Para a brasileira, Ronda sempre evitou o duelo, pois queria ser invencível. Será que elas vão se enfrentar esse ano? Preparem as agulhas.

Já experientes, hoje Serena é a número 2 do mundo, enquanto Sharapova está suspensa por doping (Imagem: Forbes)

Já experientes, hoje Serena é a número 2 do mundo, enquanto Sharapova está suspensa por doping (Imagem: Forbes)

Serena Willians X Maria Sharapova

Em 2013, a rivalidade entre as tenistas ultrapassou os limites da quadra e atingiu o do coração. A desavença começou quando Serena criticou o namorado da Sharapova, o tenista búlgaro Grigor Dimitrov, também ex da Serena. A tenista russa aproveitou para cutucar a rival, ao questionar o romance de Williams com seu técnico Patrick Mouratoglou. “Se ela quer falar sobre algo pessoal, talvez ela devesse falar sobre seu relacionamento com seu namorado, que era casado, está pedindo o divórcio e tem filhos”, disse Sharapova. Depois de bafafá legítimo de capa de revista de fofoca, a rivalidade voltou às quadras. No último confronto entre as duas, em janeiro de 2016, Serena manteve sua invencibilidade de 11 anos sob Sharapova, que não vence desde 2004, com 18 derrotas consecutivas. Pega esse saque, Sharapova!

Da última vez que os dois se enfrentaram, deu Mayweather. (Imagem: Reprodução/Youtube)

Da última vez que os dois se enfrentaram, deu Mayweather. (Imagem: Reprodução/Youtube)

Manny Pacquiao X Floyd Mayweather

O boxe é outro esporte palco de grandes rivalidades. A última delas, e talvez uma das mais lucrativas da história, é a do filipino Manny “Pac-Man” Pacquiao e do americano Floyd “Money” Mayweather. O primeiro é um ídolo inquestionável  no país natal e segundo é um dos atletas mais bem pagos do mundo, famoso por ostentar sua fortuna nas redes sociais. Os dois são reconhecidamente os melhores pugilistas dos últimos 20 anos e, após longas negociações e trocas de alfinetadas, finalmente se enfrentaram em maio de 2015, num evento que fora vendido como “a luta do século”. Após 12 rounds, o americano conquistou a vitória por decisão, mantendo-se invicto em impressionantes 49 lutas.

Arquibancada
O Arquibancada é a editoria de esportes da Jornalismo Júnior desde 2015, quando foi criado. Desde então, muito esporte e curiosidades rolam soltos pelo site, sempre duas vezes na semana. Aqui, o melhor de todas as modalidades, de todos os pontos de vista.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*