Home Lançamentos Com muita comédia, “Meu Ex É Um Espião” consegue cativar o espectador em risos e tensão
Com muita comédia, “Meu Ex É Um Espião” consegue cativar o espectador em risos e tensão
CINÉFILOS
22 ago 2018 | Por Jornalismo Júnior

meu ex é um espião

Quando a ideia de filmes com aventuras na Europa começa a cansar o público, o mais novo longa, Meu Ex É Um Espião (The Spy Who Dumped Me, 2018), é lançado para mostrar que ainda é possível trazer qualidade e divertimento nos países do velho continente. A trama tem início após o término de namoro da personagem Audrey (interpretada por Mila Kunis), que, com 30 anos, ainda não sabe que rumo tomar em sua vida. Num dia normal de trabalho, ela descobre, através de Sebastian Henshaw (Sam Heughan), que seu ex (Justin Theroux) é um ex agente da CIA e corre perigo. No meio de todas as confusões, Audrey e sua melhor amiga Morgan (Kate McKinnon) — de quem não devemos nos esquecer — são obrigadas a cumprir uma missão em Praga e, daí, partir para outros lugares inimagináveis.

Mas a história não para por aí. A missão é um tanto clichê quando falamos em filmes de ação: entregar e proteger um pendrive que muitos querem e que, se parar em mãos erradas, o mundo estará em perigo. Não foi um problema para a diretora, Susanna Fogel. Mesmo com cenas previsíveis, o filme consegue manter o espectador envolvido com as duas amigas e com aquele desejo de “quero mais”.

meu ex é um espião 01

Kate McKinnon e Mila Kunis em meio às confusões em que as amigas Morgan e Audrey entram na Europa.

Audrey e Morgan, na correria para proteger o drive e fugir dos terroristas que queriam a ferramenta, causam confusão nos lugares em que passam e não deixam de fazer o espectador rir. É dessa maneira que o longa faz muito jus ao seu gênero: desde o início, conta com muitas risadas, especialmente pela impecável atuação de Kate McKinnon, que interpreta Morgan. As cenas de ação, algumas vezes, fogem da verossimilhança e passam a ser um tanto exageradas, principalmente nas mortes, mas tal problema não interfere no enredo e em sua capacidade de entreter.

Fogel consegue construir uma trama muito boa e também com atores que fizeram muito bem o seu papel, desde os “mocinhos” até os “vilões” ㄧ que podem ter surpreendido até mais que os primeiros ㄧ, como a excelente atuação de Ivanna Sakhno, que interpreta uma misteriosa modelo/assassina de plantão. Atores como Justin Theroux, Sam Heughan, Hasan Minhaj e Lolly Adefope também souberam como se aliar a seus personagens e fazer com que as pessoas se interessassem por todos, desde os personagens mais legais até os mais irritantes. Mila Kunis também não decepciona em nenhum momento, encarnando Audrey como uma mulher incrível e que, ao fim, consegue, finalmente, empoderar-se e dar valor a todos os seus talentos, mostrando que não é uma garota qualquer.

meu ex é um espião 02

Hasan Minhaj e Sam Heughan, uma dupla nada amiga ㄧ mas que diverte.

O final, apesar de suas inúmeras reviravoltas em um curto período de tempo, pode até ser previsível, mas não importa; o decorrer do filme é tão bom que os clichês são tolerados ㄧ e até aprovados. Em suma, a grande produção consegue unir muito bem comédia e ação para constituir uma obra muito engraçada e cativante, até com direito à participação de grandes hackers do governo (Snowden, diga-se de passagem). As cenas podem ser exageradas, mas cumprem com seu gênero de forma elogiável. O filme estará em cartaz nos cinemas no dia 23 de agosto, pronto para que todos embarquem nas aventuras ㄧ e loucuras ㄧ de duas amigas em missão por um ex.

Confira o trailer:

por Mariana Cotrim
marirocot12@gmail.com

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*