Home Escuta Aí Dia 1 – Lollapalooza | The Killers, Of Monsters and Men, Flaming Lips e Cake brilham em meio a dia nublado
Dia 1 – Lollapalooza | The Killers, Of Monsters and Men, Flaming Lips e Cake brilham em meio a dia nublado
Escuta Aí
03 abr 2013 | Por Jornalismo Júnior

Em uma sexta-feira santa que alternou sol, nuvens, chuvisco, chuva, vento e lama (principalmente lama), 25 atrações musicais se apresentaram para o público de aproximadamente 52 mil pessoas. Abaixo seguem as impressões das repórteres Letícia Sakata e Ana Luiza Tieghi sobre os shows de Of Monsters And MenCakeFlaming Lips The Killers. Mas já adiantamos: valeu a pena.

Of Monsters and Men e Cake: novidade e relíquia no palco Butantã

Of Monsters and Men foi a segunda atração a se apresentar no palco Butantã do Lollapalooza, na sexta-feira, 29/03. O grupo, formado em 2010 por jovens islandeses, ainda não tem (ou tinha) grande visibilidade no Brasil – as duas maiores páginas brasucadedicadas à banda tem pouco mais de 500 likes no Facebook (em oposição à oficial com mais de 600 mil) – e muitos não sabiam bem o que esperar do show no festival. Porém, a fama que tem conseguido nesses três anos de carreira na Europa e nos Estados Unidos, onde atingiu o topodas paradas alternativas, já foi motivo o bastante para que um horário em um dos principais palcos do evento fosse cedido a eles.

Sem dúvida alguma foi a maior surpresa do dia. A setlist foi composta por músicas do primeiro e único álbum de estúdio da banda, “My Head is an Animal”, lançado em 2012, além de um cover da canção Skeletons, do Yeah Yeah Yeahs. Um pouco tímida no começo, uma dos vocalistas, Nanna Bryndís Hilmarsdóttir, contagiou a todos e ficou extremamente surpresa quando viu o público cantando o maior sucesso da banda, Little Talks, junto com ela e Ragnar “Raggi” Þórhallsson.

No sábado, 30, a banda postou em sua página no Facebook uma foto tirada durante o show, dizendo “Obrigada, Lolla Brasil, vocês foram divertidos!”. No mesmo dia eles se apresentaram no Cine Joia, parte do que foi chamado de Lolla Side Shows.

Nanna Bryndís Hilmarsdóttir deixa a timidez de lado e se rende ao público brasileiro. Instagram Oficial da Banda

Já a banda californiana Cake, pela quarta vez no Brasil, era uma das atrações mais esperadas neste primeiro dia de Lollapalooza. Contudo, muitos de seus fãs ficaram decepcionados. Não foi ruim, longe disso, porém as expectativas eram altas e o som baixo não ajudou. Além disso, apesar do John McCrea, vocalista do grupo, ter interagido bastante com o público, tratou muito de assuntos como política e religião, o que não foi bem recebido pela audiência.

O show durou pouco mais de uma hora e não faltaram hits na setlist. Apesar dos problemas técnicos (o violão de McCrea também estava com problemas que foram resolvidos durante a performance improvisada de Satan is my Motor), o famoso cover de I Will Survive, da Gloria Gaynor, seguido por Never There e Short Shirt/Long Jacket animaram o público.

Para completar essa passagem nas terras brasileiras, o grupo participou do programa Altas Horas, da Globo, no sábado, 30. Lá, não faltou simpatia da parte de McCrea. O destaque foi seu reencontro surpresa com Tom Zé, por quem tem grande admiração e com quem já tocou em 1999 no Free Jazz Festival e em outras ocasiões informais.

Veja vídeo do Cake no Altas Horas

Veja vídeo do Cake no Altas Horas

por Letícia Sakata
let.sakata@gmail.com

Flaming Lips fala de aviões, mas quem decola é o The Killers

Enquanto esperava para ver o The Killers, aproveitei para assistir o show do The Flaming Lips, que ocorreu no mesmo palco, o principal e gigante Cidade Jardim.

A banda de Oklahoma City iniciou sua apresentação tocando uma sequência de músicas de seu novo CD, “The Terror“, que será lançado em Abril. Mas o que era aquilo nos braços do vocalista Wayne Coyne? 

Adriano Vizoni/folhapress

Vocalista Coyne em performarce bizarra e introspectiva no palco cidade Jardim. Adriano Vizoni/Folhapress

Pois é, era uma boneca. Bem cabeluda. E com vários tubos luminosos saindo dela.

Wayne Coyne também adora aviões. Ele ficou impressionado com os aeronaves que passavam próximas à Chácara do Jockey, e fez com que os espectadores dessem tchauzinho para elas. A banda se esforçou bastante, mas não empolgou muito a plateia que estava ansiosa para a próxima atração, nada mais, nada menos, que…

THE KILLERS! (Atenção, alerta de relato de fã, pare de ler se procura imparcialidade)

Adriano Vizoni/folhapress

Atração principal do primeiro dia, The Killers emociona fãs. Adriano Vizoni/Folhapress

A banda entra, dá um oi tímido e começa a tocar o seu maior hit, Mr. Brightside, logo de cara. Não é qualquer grupo que pode se dar ao luxo de fazer isso, mas o The Killers tem hits de sobra. A banda levou o público à loucura e deixou todos sem ar de tanto pular, cantar e gritar ao mesmo tempo. “Nós somos todos seus”, disse Brandon Flowers, em português mesmo. E realmente eram. Eles pareciam muito felizes com a resposta do público, que cantava até mesmo as canções do CD novo da banda, “Battle Born“. Alternando clássicos como Smile Like You Mean It e Somebody Told Me com novidades como Runaways From Here On Out, a banda proporcionou um para os fãs que enfrentaram toda a lama do festival. E ainda teve chuva de papel picado e fogos de artifício. Quer mais o quê?

Brandon Flowers mostra que canta ainda melhor ao vivo. Ricardo Matsukawa. Terra

por Ana Luiza Tieghi
ana.tieghi@gmail.com

Confira, ainda hoje, como foi a cobertura dos dias 2 e 3 do evento!

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
Blog da Jota
Obrigado, Wagner. Notamos que essa informação não ficou clara (que eram das fanpages nacionais) e acrescentamos a informação da oficial, também. :D
04 abr 2013
 
Wagner
Of monsters tem 500 likes no facebook? Tem 600 MIL likes.
03 abr 2013
 
Dia 3 – Lollapalooza | Vivendo do Ócio, Lirinha, Eddie, Kaiser Chiefs e Pearl Jam fazem valer a pena cansaço no último dia de festival
[...] já confirmada pela produção do evento. Aproveite para (re)ler como foi o a cobertura do Blog no primeiro e segundo dia e saber um pouco mais sobre a história do evento.  Tags: 31 de março, 31/03, [...]
03 abr 2013
 
Dia 2 – Lollapalooza | Two Door Cinema Club, Queens of The Stone Age e Black Keys agradam públicos variados
[...] ainda hoje, como foi a cobertura no terceiro dia do evento – ah, e aproveite para ver o dia 1 e também um pouco mais da história do Lollapalooza! Tags: 30 de março, 30/03, black keys, [...]
03 abr 2013
 
Apresentando: Lollapalooza | Brasil nos grandes festivais de música
[...] esquece de conferir a cobertura completa do Blog da Jota no primeiro, segundo e terceiro dia de Lollapalooza 2013! Tags: alternativo, arctic monkeys, black keys, [...]
02 abr 2013
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*