Home Em Cena Elis, A musical
Elis, A musical
Em Cena
30 maio 2014 | Por Jornalismo Júnior

Uma boa pedida para os fãs de musicas, “Elis, A musical” entrou em cartaz no mês de março e se encerra em julho. Retratando de maneira muito comprometida, e destacando o mais importante de sua vida e carreira (pelo olhar de quem conviveu com a cantora), o texto de Nelson Motta nos convida a conhecer a vida de Elis Regina, que é um marco da música brasileira e que faz parte das nossas vidas.

Um expectador ao meu lado se emociona com a primeira parte do espetáculo, em que é mostrado o início da carreira de Elis, em sua passagem pela Rádio Guri no Rio Grande do Sul, com apenas 19 anos de idade. Ele diz que ia junto com seus amigos às gravações do programa e a ouvia ao vivo.  Depois, não consegue mais se conter e chora o resto do espetáculo. 

elis

Musical que conta a carreira de Elis Regina emociona o público, mas poucos têm acesso aos ingressos caros. Foto: Divulgação.

Chegando no Rio de Janeiro, Elis aguarda durante oito meses uma oportunidade de gravar seu disco, e enquanto isso trabalha em restaurantes e bares, onde conhece seu primeiro marido, Ronaldo Bôscoli. O espetáculo desenrola-se, contando seus conflitos com o esposo e seu sucesso que crescia cada vez mais, além de suas parcerias com brilhantes compositores, como Tom Jobim.

Com uma ótima interpretação de Laila Garin, o público se impressiona e se emociona ao ver e ouvir canções como “Madalena”, “O bêbado e o equilibrista” e é claro, a arrepiante “Como nossos pais”.

Outro expectador diz que a voz da atriz é muito parecida com a da Elis, o que torna o espetáculo ainda mais bonito e verossimilhante. E muitos outros expectadores cantam e aplaudem ao fim de cada canção.

A direção de Dennis Carvalho traz um ar mais “global” ao espetáculo, com telões que ajudam a compor o cenário e canções interpretados não somente pela Elis, mas por um grupo de cantores. Uma das cenas mais impactantes com certeza é a que retrata o momento em que Elis decide realizar um espetáculo que se chama “Transversal do Tempo”. Na peça, os atores fazem uma diferente interpretação da canção “Construção”, de Chico Buarque, alterando seu ritmo (com uma parte cantada como RAP), e destacando a ultima parte da canção, que é considerada por muitos uma denúncia à repressão policial da época. Porém, o telão mostra cenas da tropa de choque, e como para um bom entendedor, meia palavra basta, vemos que a denúncia é atual.

Para contar o fim de sua vida e encerrar o espetáculo, a atriz recria uma entrevista dada por Elis pouco antes de falecer, em que ela fala sobre sua carreira, filhos e vida. Inteligente escolha, pois não se desejava que o triste fim da cantora se sobrepusesse à sua longa e brilhante carreira.

Saindo do teatro, ouve-se aos espectadores cantarolando as músicas de Elis, e também os inúmeros comentários elogiosos, além das desculpas sobre as lágrimas durante o espetáculo. Entretanto, a única explicação verdadeira sobre essas lágrimas é que o musical foi comovente.

Porém, e infelizmente, o espetáculo não é para qualquer um: o preço dos ingressos varia de R$ 60,00 à R$ 180,00, caro como a maioria dos espetáculos que ocorrem em São Paulo. Estudantes e idosos pagam meia, e é possível chegar ao teatro de carro (melhor opção, porém muito cara) ou de trem (descendo na estação Santo Amaro, é só pegar um ônibus que para em frente ao teatro).

Mas, para quem é fã vale muito à pena conhecer a história contada e cantada dessa gaúcha que é e sempre será a voz mais bela e emocionante do Brasil.

És fascinação, Elis.

Por Carolina Pulice
carolmppulice@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
Carol Oliveira
Sinceramente eu não conhecia muita coisa sobre a carreira da Elis, e achei bacana você ter colocado isso no post. Mandou bem, chará <3
30 maio 2014
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*