Home Lançamentos Em Busca de Redenção
Em Busca de Redenção
CINÉFILOS
12 fev 2009 | Por Jornalismo Júnior

Ricky Hiraoka

Um astro que fez sucesso nos anos 1980, mas que caiu em desgraça e hoje padece no ostracismo. Esse é o mote de O Lutador que conta a história de Randy “Carneiro” Robinson, um ex-boxeador que vive de competições arranjadas e é carregador em um supermercado. Randy vê a chance de mudar a sua vida e se regenerar quando lhe oferecem a oportunidade de enfrentar novamente “Aiatolá”, um antigo rival.

O roteiro de O Lutador não poderia ser mais previsível e piegas. Todos os elementos de filmes que retratam personagens a procura de uma segunda chance estão lá: problemas com a família, falta de dinheiro, humilhações, um possível novo amor, nesse caso, Marisa Tomei, sublime no papel de uma prostituta de meia idade e mãe de família.

Essa história de astro em decadência que busca uma nova chance também se aplica ao intérprete de Randy, Mickey Rourke. O ator chegou ao auge de sua carreira na década de 1980 quando estrelou filmes como 9 e Meia Semanas de Amor, tornando-se um dos homens mais desejados do mundo. Rourke, entretanto, não soube administrar a fama e foi, aos poucos, destruindo tudo que tinha conquistado. No início da década de 1990, ele não era a sombra do homem que havia sido e decidiu se dedicar ao boxe profissional.

As conseqüências das lutas de boxe somadas às cirurgias plásticas mal sucedidas deixaram Mickey Rourke irreconhecível. É essa nova versão de Rourke que encarna Randy e que está arrebatando prêmios mundo afora pelo papel. Críticos se rasgam de elogios por sua performance que, de fato, não é ruim, mas não é tão sensacional quanto estão alardeando por aí. O que Rourke faz na tela não é nada mais do que ser ele mesmo: um astro em decadência que busca a redenção. Não há nenhum mérito e nenhuma dificuldade em ser o que se é. O grande valor de Rourke é expor de maneira tão cruel suas fraquezas. Num processo catártico, Rourke desnuda perante os olhos do público todos seus defeitos, responsáveis por transformá-lo do belíssimo homem que era a quase aberração que se tornou. O Lutador é a maneira que Rourke encontrou para se desculpar e pedir uma nova chance para mostrar seu talento. Nenhum lugar é tão cruel para punir quem pisa na bola quanto Hollywood. Mas em nenhum outro lugar a ressurreição é tão celebrada e recompensadora. That’s show business!

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*