Home Lançamentos Entre Idas e Vindas – Muita estrada e sentimento
Entre Idas e Vindas – Muita estrada e sentimento
CINÉFILOS
15 jul 2016 | Por Jornalismo Júnior

por Lucas Almeida
almeidalucas1206@gmail.com

O filme Entre Idas e Vindas (2016) apresenta características típicas de um road movie. Com diversas locações e personagens em situações fora das suas zonas de conforto, a história mostra a transformação dos seus protagonistas ao longo de uma viagem pelo Brasil.

Entre idas e vindas 1

Na coletiva de imprensa que aconteceu no dia 11 de julho em São Paulo, foi discutido o fato do filme ser composto por quatro mulheres no elenco principal. A atriz Alice Braga comentou como esse protagonismo feminino é importante  no longa: “as personagens possuem personalidades completamente diferentes”, conta. Isso pode ser um indicativo de que o cinema nacional também está em progresso em relação ao machismo nos roteiros.

No longa, quatro amigas decidem viajar em um motorhome para comemorar a despedida de solteira de uma delas. No meio do caminho, encontram Afonso, que está viajando com seu filho para São Paulo e precisa de uma carona. O cruzamento das história se torna a porta para uma verdadeira reflexão da vida de cada um e a possibilidade de alteração nos rumos que escolheram.

Entre idas e vindas 2

Expressar através da câmera as sensações e o desenvolvimento de um personagem não é tarefa fácil. Algumas produções utilizam recursos visuais, como a transformação da aparência do intérprete, o que ocorre com Sandy em Grease: Nos tempos da Brilhantina (Grease, 1978). Ou até mesmo, na coloração da película, como a passagem do sépia para o technicolor em O Mágico de Oz (The Wizard of Oz, 1939).

No entanto, em Entre Idas e Vindas essa tarefa é feita de forma simples e muito eficiente. Com diálogos fluidos e naturais, o longa mostra o crescimento de seus personagens e o impacto que a ação de cada um causa na vida dos outros de forma sutil, mas bem esclarecida.

A atuação é essencial nesse sentido. Ingrid Guimarães e Alice Braga se destacam, ao entregar expressões verdadeiras, em personagens comuns, que são fáceis de se identificar. Outro ponto que chama a atenção é a conexão entre pai e filho de Fábio e João Assunção. Apesar de ser estreante no cinema, João apresenta uma ótima atuação e todo o elenco comentou como era claro a relação familiar e o apoio que um dava ao outro nas cenas. Esse aspecto realmente fica claro nas cenas e deixa o longa ainda mais realista.

Entre idas e vindas 3

Apesar de não possuir um roteiro complexo, a produção consegue refletir um pouco sobre a sociedade atual e as perdas e frustrações naturais, que sofremos durante a vida. Para quem se interessou, o filme estreia no dia 21 de julho nos cinemas.

Confira o Trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=utDAgEOD908

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*