Home Lançamentos Fallen: Mesmo com defeitos, agradará aos fãs
Fallen: Mesmo com defeitos, agradará aos fãs
CINÉFILOS
08 dez 2016 | Por Jornalismo Júnior

A estreia de Fallen (Fallen, 2016) foi muito aguardada por fãs da saga adolescente. Com a antecipação da data, a autora do livro homônimo, Lauren Kate, e a protagonista Addison Timlin, estiveram na Comic Con Experience desse ano no Brasil. O Cinéfilos ainda participou da coletiva de imprensa com as duas em São Paulo e soube um pouquinho mais sobre essa adaptação para o cinema.

O longa narra a chegada de Luce Price (Addison Timlin) em um reformatório, após ter envolvimentos misteriosos com um incêndio, que matou um colega.  A garota começa a conhecer uma turma pouco usual, que na verdade são anjos caídos do céu. Entre novos amores e amizades, Luce descobrirá muito sobre o seu passado e o que realmente aconteceu nesse incêndio.

fallen-1

As comparações feitas com o filme Crepúsculo (Twilight, 2008) são inevitáveis produção. A protagonista possui muitas características de Bella Swan, além de viver um triângulo amoroso similar. Ao ser perguntada se tinha sido inspirada pela obra de Stephenie Meyer, Lauren Kate respondeu que não tinha consciência que estava escrevendo algo semelhante. “O conceito saiu da minha tese de mestrado sobre elementos religiosos”, afirmou.

O grande problema que encontramos no enredo é que a protagonista segue o clássico estereótipo da donzela em apuros, deixando que os homens da história a defendam, enquanto ela fica desprotegida. Em um momento tão importante na luta contra o machismo, em que as mulheres ocupam cada vez mais os seus espaços, uma postura como essa para um filme que possui grande influência com o público jovem é bem impertinente.

Outro ponto problemático na história é a criação de rivalidade entre mulheres. Luce diz que não gosta de outra aluna do reformatório, pela menina ter características consideradas ideias para uma mulher — ser loira, com olhos claros e ter um corpo dentro do padrão de beleza. O conceito de sororidade, também muito discutido atualmente, é completamente menosprezado.

fallen-2

Apesar disso, o filme pode trazer alguns aspectos interessantes: mesmo que de forma superficial, a história trata da questão da intolerância religiosa, ao mostrar que alguns personagens podem cometer grandes crimes, em nome de Deus. Além disso, uma nova perspectiva é mostrada na luta entre o céu e o inferno: os anjos caídos não escolherem nem o bem nem o mau, e sim o amor.

A história termina de forma abrupta, sem deixar claro o destino dos personagens. A aposta é na continuação dos próximos filmes, já que a saga possui mais três livros.

Os efeitos especiais são outro ponto negativo do filme. As cenas de luta são fracas e podem deixar o espectador insatisfeito. De qualquer forma, Fallen agradará os seus fãs, como Crepúsculo também teve muita aceitação entre o seu público alvo. E o Brasil é uma grande aposta na divulgação para levá-lo ao resto do mundo.

O filme estreia no dia 8 de dezembro nos cinemas. Assista ao trailer:

por Lucas Almeida

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*