Home Cine Trash Howard, o super pato
Howard, o super pato
CINÉFILOS
31 ago 2014 | Por Jornalismo Júnior

por Thiago Castro
thiagocastro96@gmail.com

Uma das maiores dúvidas do ser humano é se estamos sozinhos no universo. Será que há vida lá fora?  O filme Howard, o super-herói (Howard, The Duck, 1986) trouxe uma resposta para essa pergunta. Em algum planeta distante, em um mundo semelhante ao nosso, vive uma civilização inteligente, composta por: patos.

O longa foi lançado em 1986 e teve como produtor executivo George Lucas (sim, o mesmo de Star Wars). Baseado no HQ homônimo, o filme abre com Howard, um Pato humanóide, chegando em casa após um dia de trabalho. Entediado, passa os canais da TV sem escolher nada para assistir. Seriados, comercias, tudo estrelado pelas aves falantes. Ele então decide acender um charuto e folear sua revista preferida, a “Playduck”. Enquanto observa uma pata nua, alguma força o arrasta violentamente para fora de seu apartamento e do seu planeta, viajando no espaço até chegar na Terra.

howard the perv photo howardtheperv.gif

Nosso querido Howard se vê em um mundo completamente diferente, sem entender o que está acontecendo. Após algumas confusões, encontra-se sozinho, protegendo-se de um temporal em uma rua qualquer. No mesmo instante, passa em seu caminho a vocalista de uma banda de rock, Beverly (Lea Thompson), e vê o pobre pato desolado. Ela então toma a atitude mais sensata diante da situação: levar o alienígena para a sua casa.

Portadora de um bom coração e uma alma caridosa, Beverly leva Howard a um cientista para tentar ajuda o mais novo amigo a voltar para sua casa. No entanto, Sem chegar a lugar nenhum e após uma briga, o pato se vê sozinho pelas ruas de Cleveland, e resolve procurar um emprego. O trabalho que consegue é em um “Night Club”. Se já não fosse bizarro o suficiente um pato falante, o filme resolve fazê-lo entregar toalhas para os amantes.

http://brianorndorf.typepad.com/.a/6a00e54ee7b642883301127905b95328a4-500wi

O motivo que trouxe Howard para a Terra é digno de um roteiro de Sessão da Tarde. Com a polícia o perseguindo, o pato tem uma missão: salvar a terra de uma perigosa ameaça, o “mestre oculto do universo”, trazido pela mesma força que o arrastou para a Terra.

Na época de seu lançamento, a crítica esmagou a película, chegando a classificá-la como “um dos piores filmes já feitos”. É difícil não concordar com tal afirmação. O longa deveria ser originalmente uma animação, mas por cláusulas do contrato, George Lucas foi obrigado a usar atores reais nas filmagens.

O resultado foi um tanto bizarro. A fantasia de pato usado por seis pessoas diferentes é mais assustadora do que realista. Howard é um mulherengo, típico “machão” da patolândia, com piadas batidas e ultrapassadas mesmo para a década de 80. Ele leva até mesmo uma camisinha em sua carteira. Proteção em primeiro lugar.

http://img2.wikia.nocookie.net/__cb20110501054740/marveldatabase/images/c/cc/Howard_the_Duck_(Earth-58470)_0001.jpg

Os efeitos especiais são um capítulo a parte. Explosões com muitas faíscas dignas dos “Power Rangers” permeiam todo o filme. Os superpoderes do vilão parecem ter sido desenvolvidos no paint. São tão ruins, mas tão ruins, que é impossível levar a sério os raios mal feitos que saem dos olhos e mãos do “mestre oculto do universo”. Inevitavelmente você se pergunta onde foram parar os 37 milhões de dólares usados na produção do filme.

http://media.giphy.com/media/rZrgt5qXncTeg/giphy.gif

Howard, o super-herói, tem um roteiro cansativo e extremamente clichê em todos os momentos. É a antiquíssima história do arqui-inimigo que quer destruir a humanidade e o herói deve detê-lo. Só que o diferencial é que o destino da Terra está em um pato alienígena bizarro e com um péssimo senso de humor.

Apesar das duras críticas, há quem defenda o patinho. A película ganhou fãs ao redor do mundo, e George Lucas chegou a declarar que acha que com o passar dos anos sua obra será vista “sob uma luz mais favorável”. Difícil. Foi premiado com quatro Framboesas de Ouro, incluindo “Pior Novas Estrelas” para os seis atores e atrizes que deram vida a Howard e se fantasiaram de pato, além de pior efeito visual.

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*