Home Lançamentos Invasão de Privacidade: um tema atual num velho modelo
Invasão de Privacidade: um tema atual num velho modelo
CINÉFILOS
11 nov 2016 | Por Jornalismo Júnior

invasao-de-privacidade-1

No universo cinematográfico, retratar os avanços tecnológicos sempre foi um desafio. Mostrar na tela redes sociais e mensagens de texto de maneira eficiente se tornou necessário a partir do momento que essas coisas se tornaram parte de nosso cotidiano. Invasão de Privacidade (I.T., 2016) se aventura na temática das relações humanas com aparelhos eletrônicos e consegue resultados muito satisfatórios.

Mike Reagan, interpretado por Pierce Brosnan, é um empresário de sucesso pronto para subir mais um degrau em sua carreira: lançar um aplicativo de aviação privada. Para isso, no entanto, é preciso impressionar seus investidores e passar por inúmeras burocracias, afinal, trata-se de um negócio de bilhões de dólares. Na primeira apresentação oficial do produto, um problema no vídeo exibido dá a abertura para apresentar Ed Porter (James Frecheville), o garoto responsável pela informática da empresa.

Após salvar a pele de seu chefe, Porter se aproxima do bilionário e é convidado por ele para consertar a lentidão da sua internet doméstica. Com um quê de sociopatia, o jovem instala programas espiões em todos os aparelhos da casa de Reagan e, motivado por uma fútil frustração amorosa com a filha do empresário, começa a destruir a vida da família.

invasao-de-privacidade-2

Um gatilho tão banal para a série de ataques virtuais é insuficiente para convencer o espectador; a cada investida de Porter, existe um pensamento de “pra quê tudo isso?”. Eventualmente o conflito se torna mais sério e o seu começo fica irrelevante, mas esse ponto não deixa de ser a maior falha do roteiro. Com encaminhamentos previsíveis, o enredo de Invasão de Privacidade não é um dos seus maiores atrativos. Um assunto com tantos desdobramentos possíveis como a relação entre humanos e o mundo virtual merecia um tratamento mais aprofundado, além da simplicidade de um suspense clichê.

Para representar a interação dos personagens com os aplicativos de celular e computador, o recurso escolhido foi adicionar, por meio de efeitos especiais, boxes de conversa na tela – uma das decisões acertadas na produção. O elenco não conta com estrelas além de Pierce Brosnan, mas James Frecheville funciona muito bem em todas as facetas de seu antagonista. De esquisitão a maníaco, passando por bad boy, Ed Porter é o único que instiga a plateia e causa alguma emoção nela, diferente do modelo padrão de pai de família interpretado por Brosnan.

Com mais acertos do que erros, Invasão de Privacidade poderia ser muito mais reflexivo, mas limita-se apenas à diversão e uma cinematografia interessante, misturando enquadramentos tradicionais e experimentais. No mais, é provavelmente um filme que será transmitido à noite na televisão aberta daqui alguns anos.

Confira o trailer:

por Breno Deolindo
breno.deolindo.silva@gmail.com

TAGS
Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*