Home Lançamentos Lascados. Mas no caminho certo.
Lascados. Mas no caminho certo.
CINÉFILOS
17 set 2014 | Por Jornalismo Júnior

por Thiago Castro
thiagocastro96@gmail.com

Produzir cinema no Brasil não é nada fácil. Há uma enorme burocracia para se conseguir verbas de incentivo e patrocínio. Mas lutando contra a maré, eis que surge Lascados (2014), estrelando Chay Suede e Paloma Bernardi. Produzido e distribuído de forma independente, o filme tem tudo para agradar os telespectadores de todas as idades.

O longa conta a história de três amigos paulistanos da Zona Leste que decidem curtir o carnaval de Salvador. Felipe (Chay Suede), Burunga (José Trassi) e Deco (Paulo Vilela) pegam uma Kombi de cachorro-quente e caem na estrada, em busca de diversão. No caminho, eles cruzam com a misteriosa Cenilde (Paloma Bernardi), uma mulher atraente que embarca na viagem junto com o trio para fugir das garras de seu pai.

Lascados

Em coletiva de imprensa, os atores classificaram o filme como “feliz e para a família”. O mais novo Road Movie brasileiro é leve e despretensioso, mirando um público de todas as idades. O quarteto principal tem uma grande química em cena, conduzindo bem o humor . O elenco conta que eles passaram quase um mês juntos, entre viagens, praias e estradas pelo país, o que ajudou no entrosamento visto em na telona.

O grande destaque fica por conta de Cenilde. No primeiro filme de sua carreira, Paloma Bernadi convence como uma garota do interior, mas cheia de malícia e mistérios. Sua personagem é enigmática e sensual, servindo para unir e separar o trio principal. Filmado antes do “boom” na carreira de Chay Suede, o ator cumpre bem o seu papel, além de emprestar a voz para a trilha sonora do filme.

Lascados

Não podemos esquecer também dos coadjuvantes, tão ou mais importante que o elenco principal. Denis (João Côrtes, o ruivo do comercial da vivo) é o engraçado filho do borracheiro. Fanho e “esquisito”, o personagem confere uma boa dose de humor ao filme, sendo uma boa estreia para o ator nas telonas. A delegada e o “cego da estrada” também merecem destaque, completando o roteiro.

A maioria dos personagens tem sotaques carregados, principalmente para demarcarem suas origens com facilidade para o expectador. Porém, às vezes o resultado fica bastante forçado. Burunga chega a irritar com suas falas extremamente paulistanas. Já o roteiro, apesar de muito bem construído, em algumas cenas soa forçado e monótono, mas mesmo assim não tira do brilho do filme.

Lascados

Estreando em mais de 60 salas de cinema, Lascados é uma boa produção independente, mostrando que o cinema brasileiro não precisa ficar preso a grandes empresas e a velhos estereótipos nacionais. O filme tem uma fotografia muito bem cuidada, com cenas bonitas e paisagens belíssimas. A história é leve e divertida, encenada muito bem pelos atores, muitos deles novatos em cena. É uma ótima pedida para ir ao cinema com a família e amigos.

 

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*