Home Lançamentos Ao infinito e além: a história do patrulheiro espacial em ‘Lightyear’
Ao infinito e além: a história do patrulheiro espacial em ‘Lightyear’

FILME ACOMPANHA TRAJETÓRIA DE BUZZ EM UMA AVENTURA PARA ALÉM DO ESPAÇO 

CINÉFILOS
02 jul 2022 | Por Júlia Galvão (juliagalvaocardoso@usp.br) 

A animação Lightyear (2022) tenta representar o filme que Andy o dono dos brinquedos de Toy Story (1995) assiste na década de 90, e que inspira a criação do boneco que conhecemos. Assim, temos acesso à história de Buzz Lightyear e passamos a compreender os motivos que levam ao sucesso do brinquedo retratado no primeiro filme.

A proposta do filme parece interessante em um primeiro momento. O longa narra os desafios enfrentados pelo patrulheiro espacial na tentativa de retornar à Terra após um teste de voo falho que manda o astronauta, sua comandante e sua tripulação para um planeta hostil. Dessa forma, os roteiristas brincam com alguns conceitos e fazem algumas referências aos filmes anteriores da franquia Toy Story para dar maior sustentação à história. 

Primeiro encontro entre Buzz e Sox. Imagem: [Reprodução/Twitter/@PixarsLightyear]

Contudo, a animação desaponta um pouco ao não trazer a nostalgia que era esperada por grande parte dos fãs da franquia. O filme chega a ser um pouco tedioso em alguns momentos, já que alguns acontecimentos se tornam previsíveis e, quando não são apresentados dessa forma, parecem ser mal planejados. 

Um ponto alto do filme são os seus aspectos técnicos que não desapontam em nenhum momento. A Pixar consegue entregar a qualidade esperada, oferecendo imagens e cores que tornam a experiência cinematográfica agradável ao público. Assim, o filme é visualmente lindo, mas seria interessante se os produtores tivessem investido em um visual que se aproximasse das animações dos anos 90, uma vez que, esse foi o período em que Andy teria assistido o filme. 

Buzz Lightyear em Lightyear. Imagem: [Reprodução/Twitter/@PixarsLightyear]

A presença de alguns personagens, como o gatinho robótico Sox e Izzy Hawthorne  (neta da melhor amiga de Buzz que sonha em ser uma patrulheira espacial) também contribuem para tornar o filme mais agradável e realçar o caráter de humor do filme infantil. Assim, é fácil conseguir aproveitar o filme e se divertir com ele. Além disso, a dublagem feita por Chris Evans e as suas interações com o gato robô aumentam a fofura do longa.  

De forma geral, Lightyear é um filme que vai agradar o seu público central: crianças que provavelmente estão conhecendo o personagem agora. Mas que pode decepcionar os fãs que cresceram acompanhando Toy Story e esperavam ganhar um sentimento nostálgico ao assistirem a animação. 

O filme estreou no dia 16 de junho nos cinemas brasileiros. Confira o trailer:

*Imagem de capa: Reprodução/Twitter/@PixarsLightyear

 

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*