Home Lançamentos Mesmo jogando seguro, Tio Drew faz Kyrie Irving voltar a marcar os fãs
Mesmo jogando seguro, Tio Drew faz Kyrie Irving voltar a marcar os fãs
CINÉFILOS
19 jul 2018 | Por Jornalismo Júnior
tio drew 1

(Imagem: Divulgação)

De um comercial direto para as telas de cinema. Tio Drew é um personagem interpretado por Kyrie Irving originalmente em um comercial para a marca Pepsi. A campanha constituía em quatro episódios onde Drew mostrava para os youngbloods (jovens, em português) como se joga basquete de verdade. Para os fãs do esporte e do jogador, Tio Drew (Uncle Drew, 2018) é o que salva esse meio tempo sem temporada da NBA, mas não vai além do seguro.

Dax  — Lil Rel Howery, também conhecido como Rod em Corra! (Get Out, 2017) —  é técnico de um time amador no Harlem, Nova York. Ele decide gastar todas as suas economias para garantir a presença de sua equipe em um campeonato de basquete de rua. No entanto, acaba perdendo o time e precisa urgentemente formar uma nova equipe. Em meio a sua busca sem fim, vagando entre os bairros de NY, Dax se depara com o lendário Tio Drew, que está aposentado há anos. Ele acaba por convencer Drew a voltar a jogar, mas ainda faltava o resto do time.

Dax e Drew viajam os EUA para juntar o time (todos também na casa dos 70 anos, amigos da mesma época de Drew) e entram no campeonato com Lights, Boots, Big Fella, Betty Lou e Preacher — interpretados por Reggie Miller, Nate Robinson, Shaquille O’Neal, Lisa Leslie e Chris Webber, respectivamente (todos jogadores de basquete, assim como Irving).

tio drew 2

(Imagem: Divulgação)

O longa mostra desde o começo que é um filme “pipoca”: suas piadas, a narrativa leve e, bem, são meia dúzia de vovôs arrebentando na quadra, ganhando de times jovens. No estilo de comédia, Tio Drew se assemelha bastante ao icônico As Branquelas (White Chicks, 2004), tendo direito até à um flashmob dos jogadores. Apesar do humor leve e agradável, o roteiro de Jay Longino é seguro demais, não vai além do confortável. Dá para perceber essa falta de coragem quando fica fácil deduzir finais das cenas importantes.

Mas a simpatia e o carisma de Lil Rel Howery e Kyrie Irving fazem Tio Drew valer a pena. A química dos dois é notável, mesmo que os personagens não tenham muita profundidade, afinal é um filme baseado em uma propaganda da Peps. O filme, justamente por se basear no comercial de um jogador da NBA específico, precisou de um peso maior nos nomes que iriam compor o elenco, daí surgiu a escalação com nomes como Shaquille O’Neal (ex-jogador do Los Angeles Lakers) e Lisa Leslie (ex-jogadora referência do WNBA).

Tio Drew infelizmente é voltado para um público muito particular, que entende ou simpatiza com o basquete norte-americano, que ainda vem ganhando visibilidade no país conhecido como o país do futebol. Mas não tira o mérito do longa de ser divertido e “pipoca”.

Durante o filme é possível ver diversas propagandas da marca que deu origem a todo o conceito: Pepsi. Irving também não perde a oportunidade e faz propaganda de sua marca de tênis (Nike Kyrie 4), além de arriscar no vocal e gravar a música “Ridiculous” para o soundtrack do filme.

E a comédia vai além do filme: durante os créditos são inseridos um compilado de vídeos dos bastidores da gravação, desde a maquiagem até os erros de atuação, que arrancam risadas de todo mundo e lembram o estilo de gravação dos comerciais da Pepsi que foram gravados lá em 2012..

Apesar do público nichado, Tio Drew, mesmo sendo nada arriscado, consegue divertir e entreter nesse meio tempo sem temporada da NBA, além de fazer o público ter um pouco de nostalgia da atuação de alguns dos nomes da NBA e da WNBA. Como é lembrado no filme: “Você não para de jogar porque fica velho. Você fica velho porque para de jogar”.

 

Tio Drew estreia dia 19 de julho. Confira o trailer:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*