Home Lançamentos Muita Luta…
Muita Luta…
CINÉFILOS
26 jun 2008 | Por Jornalismo Júnior

…e um bom roteiro em Cinturão Vermelho

Victor Caputo

Se você não gosta nem um pouco de filmes de luta e afins, é melhor não chegar muito perto de Cinturão Vermelho (Redbelt), a nova obra de David Mamet, que inclusive pratica jiu-jistu há cinco anos, o que acabou sendo um incentivo para a realização do filme. O nome de Mamet é relacionado a diversos filmes, seja como diretor, roteirista ou ambos. Alguns deles são “Hannibal”, “Ronin”, “Mera Coincidência” e “O Veredicto”.

“Cinturão Vermelho” gira em torno da história de Mike Terry (Chiwetel Ejiofor), um professor de jiu-jitsu que sempre fugiu de competições por acreditar que enfraquece o lutador. Na verdade essa não é a única crença de Mike, ele é cheio de ideais e procura sempre segui-los. Por causa disso, sua escola de luta está indo a falência, o que acaba interferindo em seu casamento com Sondra (Alice Braga).

Após um acontecimento em uma noite entre um de seus alunos e uma advogada problemática, Mike acaba tendo contato com o universo que sempre evitou, lutas armadas para que apostadores e lutadores ganhem dinheiro e junto a possibilidade de acabar com seus problemas financeiros em troca de suas crenças.

Aparentemente, “Cinturão Vermelho” não passa de mais um dos muitos filmes de luta à la Van Damme. Entretanto ele possui algo mais, um diferencial, que é o roteiro. Ao contrário do que estamos acostumados, apenas brigas e socos sem nenhuma explicação plausível, “Cinturão Vermelho” desenvolve melhor a história e os personagens. É claro que alguns dos clichês de filmes de luta não foram deixados de lado, tanto na filmagem como no roteiro, mas mesmo assim, a história se apresenta de um modo muito mais interessante do que o usual.

O filme conta ainda com Rodrigo Santoro e nomes bem conhecidos do cinema, como Tim Allen, Joe Mantegna e David Paymer. A presença de tantos brasileiros no elenco se deve ao fato de que o Jiu-Jitsu praticado e ensinado por Mike é uma vertente brasileira da luta, sua esposa é brasileira e seus cunhados também, entre eles Rodrigo Santoro.

Se você é um dos muitos fãs do estilo, dê uma conferida em “Cinturão Vermelho”, o filme pode ser uma ótima opção de diversão para os fâs e quem sabe, também surpreenda os não muy amigos de filmes de luta.

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*