Home Escuta Aí Nickelback faz show de banda principal e Bon Jovi deixa de tocar grandes hits
Nickelback faz show de banda principal e Bon Jovi deixa de tocar grandes hits
Escuta Aí
25 set 2013 | Por Jornalismo Júnior

Com cara de show principal, Nickelback entrou no palco pontualmente às 18h30 pra deixar todo mundo com gosto de quero mais às 19h30. Sim, só uma hora de apresentação. E foi pouco, pela qualidade do som que eles fizeram. Simpaticíssimo, Chad Kroeger conquistou os fãs do Bon Jovi, que eram maioria, com sua voz áspera e carisma. Com performances emocionantes de Savin’me, Photography, e How You Remind Me, Nickelback deixou o palco com a plateia comentando: “Bon Jovi vai ter que se superar pra fazer melhor que isso“ e “Só esse show já valeu meu ingresso”.

Realmente, só um show de abertura é pouco pra uma banda que fez sua primeira apresentação em São Paulo. “Eu achei que nunca veria eles tocarem aqui”, disse Miriam Rocha, fã da banda, que esperava pela visita dos canadenses ao Brasil há anos. Por ser só uma hora, muitos fãs sentiram falta de músicas mais famosas que ficaram de fora do setlist, como If Today is Your Last Day, If Everyone Cared e Never Gonna Be Alone.

“Obrigada por chegarem mais cedo pra nos ver hoje, eu sei que vocês estão aqui pelo Bon Jovi” Agradeceu Chad Kroeger, sempre simpático.” Fonte: Fábio Tito/G1

“Obrigada por chegarem mais cedo pra nos ver hoje, eu sei que vocês estão aqui pelo Bon Jovi” Agradeceu Chad Kroeger, sempre simpático.” Fonte: Fábio Tito/G1

Porém em quesito “decepção de fãs”, Nickelback não conseguiu ganhar de Bon Jovi. Ao sair do palco sem tocar Always, Misunderstood e These Days, a banda deu um fim triste ao que poderia ter sido um show histórico para muitos. Após uma “cena” de quase despedida e pedidos desesperados por Always, Jon voltou ao palco, fez um cover de Pretty Woman, e deixou os fãs desapontados ao sair sem atender seus pedidos. Ficamos esperando um possível retorno, que infelizmente não aconteceu.

Descontentamentos a parte, o show em si conseguiu fazer com que o público esquecesse os problemas e curtisse. Apesar da ausência do baterista Tico Torres, em recuperação após uma cirurgia na vesícula, e do guitarrista Richie Sambora, que saiu da banda devido a problemas pessoais, David Bryan e Jon Bon Jovi fizeram, no auge de seus 50 e poucos anos, um show digno de uma grande banda. O público não conseguia ficar parado e as fãs apaixonadas se derretiam a cada sorriso de Jon.

Também muito simpático, mas menos falante que Chad, Jon disse “eu adoraria conversar mais com vocês, mas temos um longo caminho pela frente”. Logo após, tocaram It’s my life, uma das músicas mais ovacionadas pelos fãs, ao lado de Livin on a Prayer e You Give Love a Bad Name. Um dos momentos mais emocionantes foi durante a música Make a Memory, em que Jon pediu pra levantar os celulares e o Morumbi ficou incrivelmente lindo sob todas aquelas luzes.

“Durante a música make a memory, quando todos ergueram os celulares”“Durante a música make a memory, quando todos ergueram os celulares”

Apesar de algumas tentativas de fãs de repetir o feito de Rosana, que foi chamada ao palco no Rock in Rio e ganhou um beijo de Jon, muitos cartazes de pedidos de abraços e beijos foram apenas lidos por ele. Não ganharam nada mais que sorrisos e biquinhos de Jon, o que não deixa de ser incrível. Ainda estou me perguntando se o Morumbi aquele dia foi mais iluminado pelas luzes de celulares durante Make a Memory ou pelo sorriso exuberante de Jon Bon Jovi, que vai ficar marcado na memória de mais de 60 mil fãs .

Por Amanda Manara
apmanara@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*