Home Cidadania Sport Club Os Celtas Católicos e os Guerreiros Protestantes
Os Celtas Católicos e os Guerreiros Protestantes
ARQUIBANCADA
06 mar 2016 | Por Jornalismo Júnior

Por Júlio Viana

Chamado de Old Firm, o clássico entre os times de futebol Rangers e Celtic, na Escócia, é, até hoje, uma das mais antigas rivalidades esportivas do mundo. A disputa, apesar de ser no campo, não se restringe a ele e suas origens não se iniciaram ali dentro. Além de questões étnicas e sociais, a principal diferença entre os dois times vem da religião: os Rangers foram formados por protestantes enquanto os Celtic por católicos. Tal diferença poderia não ter tanto peso se não estivesse em outro país. A Escócia foi um dos territórios onde a emigração de católicos gerou disputas econômicas e sociais que acabaram por se refletir no esporte.

Celtics (em seu uniforme alviverde) enfrenta seu maior adversário, o Rangers em uma partida de Abril de 2012. (Foto: DailyMail)

Celtic (em seu uniforme alviverde) enfrenta seu maior adversário, o Rangers em uma partida de Abril de 2012. (Foto: DailyMail)

 

A origem do conflito

A rivalidade entre os dois times está muito além do futebol, ela está intrinsecamente ligada à história do local e às diferenças ideológicas e, principalmente, religiosas entre os dois. Após a Reforma Protestante, ocorrida na Escócia durante o século dezesseis, o país se tornou, em sua maioria, Presbiteriano, aproximando o país da realidade do Reino Unido que começava a adotar quase por inteiro essa como seu religião oficial. Porém, no século XIX, devido à falta de condições de vida e de emprego dentro da Irlanda, uma grande leva de sua população começou a emigrar para a Escócia, principalmente para Glasgow, por ser o grande pólo industrial do país, oferecendo o maior número de empregos.

Com essa situação, deu-se início ao conflito crítico entre Protestantes escoceses e os Católicos irlandeses. A disposição dos últimos para trabalhar por menos criou severa competição por emprego entre os dois grupos, que começaram a se atacar deliberadamente. Em meio a isso tudo, surgiram os dois times.

O Celtic foi fundado em uma reunião de igreja pelo irlandês Marist Brother Walrist para tentar levantar fundos de caridade e ajudar a pobreza local. O Rangers foi fundado em 1872 por quatro irmãos da elite local escocesa e fazia parte da liga original da Scottish Football League, formada por 11 membros. Apesar das primeiras partidas terem sido descritas como amigáveis, episódios violentos começaram a surgir e a rivalidade entre os dois times tornava-se cada vez mais evidente. Até que, em 1909, no segundo jogo da final da Copa da Escócia, um conflito violento explodiu entre os 60.000 espectadores e a polícia, fazendo com que a nova fase de rivalidade radical se inciasse.

 

Um percurso instável

Desde então, houveram quase 400 jogos do Old Firm, nos quais os Rangers ganharam 159 partidas e os Celtic 145. Os dois times dominam quase que completamente o cenário esportivo escocês, tendo os dois vencido 99 dos 118 títulos locais. A tensão entre os dois clubes é tão forte que é raro um mesmo jogador conseguir jogar nos dois em sua carreira. Alguns dos únicos nomes a fazerem isso foram: Alfie Conn, Maurice Johnson, Kenny Miller, Steven Pressley e Mark Brown.

Na história dos jogos já existiram muitos conflitos diretos (e sangrentos). Em um deles, ocorrido em 1980, no final da Copa da Escócia em que o Celtic ganhou do Rangers por 1 a 0, uma grande invasão ao campo aconteceu, resultando em um embate assustador entre os torcedores das duas equipes. O episódio foi tão marcante que foi um dos responsáveis pela lei escocesa de proibição de bebidas alcoólicas dentro de campos de futebol. A BBC News descreveu, em 2011, o evento como o “mais infame caso de desordem” em uma partida do Old Firm.

Na época, o Celtic teve a permissão para passear pelo campo levantando a taça, já que havia sido instalada uma cerca de proteção ao redor do campo de três metros. Isso, porém, não foi o suficiente para impedir o que viria a seguir. Alguns torcedores do Celtic conseguiram invadir o campo e se juntaram aos jogadores na comemoração. Um deles, no entanto, foi até o lado do estádio onde estavam os torcedores do Rangers e, no intuito de caçoar da derrota dos adversários, chutou uma bola no gol deles.

Assim começou o embate furioso entre as duas torcidas: percebendo aquilo como absurda provocação, os fãs dos Rangers desceram a todo vapor atrás dos Celtic. Foram usados desde tijolos, barras de metal a garrafas como armas durante aquele cenário que parecia de guerra. No momento em que tudo aconteceu, a polícia não tinha homens o suficiente para dispersar a multidão, já que a maioria dos policiais tinham ficado fora do estádio prontos para evitar que qualquer problema ocorresse por lá Ninguém esperava que tudo fosse acontecer justamente dentro de campo.

A grande invasão de campo dos torcedores do Celtics e do Rangers durante o ano de 1980 que necessitou da polícia montada para controlar a situação (Foto: The Mirror)

A grande invasão de campo dos torcedores do Celtic e do Rangers durante o ano de 1980 que necessitou da polícia montada para controlar a situação (Foto: The Mirror)

Mais de 200 prisões foram feitas na região do estádio de Hampden Park e os clubes tiveram que pagar uma multa de 20.000 libras cada. A polícia culpou os Celtic pelo ocorrido, por conta da provocação ter vindo de sua torcida, mas o clube respondeu que tudo era uma consequência esperada da hostilidade existente devido ao sectarismo de Gasglow, principalmente a religiosa. O comentarista da partida Archie MacPherson, que assistiu a tudo, descreveu a situação: “No final das contas, não vamos nos enganar. Esses torcedores se odeiam”.

Apesar do episódio, outros iriam ocorrer algum tempo depois. Em maio de 1999, vários objetos foram lançados pelos fãs dos Celtic, um deles acertando o árbitro da partida, que precisou ser socorrido imediatamente. Desde aquele dia, é sabido que partidas do clássico são disputadas apenas durante o início da tarde e é evitado ao máximo que uma briga por títulos importantes pelos dois clubes aconteça. Medidas foram tomadas para evitar que as estatísticas preocupantes as quais indicavam que um aumento da violência ocorria sempre antes e depois dos jogos. A morte de um dos torcedores do Celtic, Mark Scott, em 1996, motivou a criação de uma entidade anti-sectarista: a Nil By Mouth.

 

A realidade de hoje e as tentativas de paz

Apesar dos problemas enfrentados, os dois times tentam até hoje mostrar apoio à causa anti-sectarista com o propósito de acabar com a rivalidade cega existente entre as duas torcidas.

Apesar da tradição de apenas contratar jogadores protestantes para os Rangers, em 1989, o treinador Graeme Souness contratou o primeiro católico em cem anos para o time, Maurice Johnson. O escocês além de ser de origem irlandesa e católica havia também sido jogador de sucesso dentro do próprio Celtic. A partir daí, uma maior quantidade de contratações de católicos começou a ocorrer dentro do time, fazendo com que, em 1999, o primeiro capitão católico do clube fosse nomeado, Lorenzo Amoruso. Mesmo com os bons frutos, Maurice Johnson foi rechaçado em larga escala pelos radicais de ambos os clubes. Os Celtic utilizaram seu apelido, MoJo, e  começaram a chamá-lo MoJudas, já os rivais não gostavam dele simplesmente por ser católico. O profissional teve que, inclusive, mudar de cidade algumas vezes devido a ameaças recebidas.

Ambos os clubes aumentaram seus esforços mais recentemente para acabar com o preconceito religioso existente entre os dois times, se juntando ao parlamento escocês, grupos religiosos e entidades como a Nil By Mouth e outros grupos comunitários. O Celtic e o Rangers lançaram campanhas em que rechaçam comportamentos sectaristas e motivam a torcida a usar hinos e outros formatos de apoio que não sejam ofensivos a ninguém.

Em 2012, a polícia escocesa ganhou mais poderes para agir contra atitudes sectárias das torcidas através do novo ato aprovado pelo parlamento que permite que as autoridades ajam caso vejam qualquer tipo de comportamento de ódio por parte dos torcedores dentro e fora do estádio. Além disso, se receber a denúncia de alguma postagem preconceituosa, tanto por meios eletrônicos quanto convencionais, medidas podem ser tomadas. Aqueles acusados sobre tais prescrições podem receber até cinco anos de prisão, punição muito mais grave do que antes era concedido.

Apesar disso, um protesto por parte dos torcedores dos Rangers contra as novas leis ocorreu em 2013. A marcha aconteceu sem o consentimento da polícia e por isso ela foi impedida, resultando em treze prisões. O que acontece, porém, é que os fãs de ambos os clubes se vêm cada vez mais afastados e hostilizados pela polícia, não se sentindo seguros perto da mesma.

As duas torcidas rivais lado a lado no estádio (Foto: Vice Sports)

As duas torcidas rivais lado a lado no estádio (Foto: Vice Sports)

Apesar das tentativas de terminar com atitudes preconceituosas dentro dos dois clubes, o sentimento de rivalidade parece se encontrar enraizado no povo escocês, principalmente no de Gasglow. Recentemente, em 2011, torcedores e funcionários do Celtic receberam objetos explosivos suspeitos, o que fez com o professor Dr. John Kelly desse uma declaração significativa: “Eventos recentes me fazem acreditar que o mito de que o preconceito contra católicos irlandeses ainda não acabou.” Apesar de pesquisas dizerem que nem todos os conflitos e crimes de ódio cometidos terem origem no futebol, e sim na religião, muitos dos fãs radicais do Rangers e do Celtic ainda confundem essas duas coisas, levando ao pé da letra a expressão de que tudo nessa vida se discute, menos futebol, política e religião.

Arquibancada
O Arquibancada é a editoria de esportes da Jornalismo Júnior desde 2015, quando foi criado. Desde então, muito esporte e curiosidades rolam soltos pelo site, sempre duas vezes na semana. Aqui, o melhor de todas as modalidades, de todos os pontos de vista.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
Arquibancada
Oi Enrique, obrigado pelo toque, já alteramos! :)
19 mar 2016
 
Enrique Vianna
Texto bacana, mas Celtics é time de basquete. O time de futebol é Celtic - http://www.celticfc.net/mainindex
18 mar 2016
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*