Home Lançamentos Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 é uma animação cheia de vida que diverte seu público
Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 é uma animação cheia de vida que diverte seu público
CINÉFILOS
28 jun 2019 | Por Luana Franzão (luanafranzao@usp.br)

Em Manhattan, na cidade americana de Nova York, está localizado um condomínio cheio de animaizinhos de estimação. Enquanto seus donos estão em casa, eles se comportam como qualquer pet. Porém, assim que eles saem, como em um efeito Toy Story, os bichos passam a ter uma vida paralela, com seus próprios conflitos e amizades. Assim se deu a narrativa de Pets: A Vida Secreta dos Bichos (The Secret Life Of Pets, 2016), que continua a primeira sequência (The Secret Life Of Pets 2, 2019).

A história mantém seu foco principal em Max (Patton Oswalt, ), um cãozinho rabugento, mas de bom coração. Ele vive com Katie (Ellie Kemper), sua dona, e Duke (Eric Stonestreet), outro cachorro. O conflito deste núcleo do filme se desenvolve quando Katie conhece Chuck (Pete Holmes, ), por quem se apaixona, se casa e tem um filho. Com a chegada do bebê, Max demora a se acostumar com a divisão das atenções da dona, porém, se afeiçoa tanto ao menino que resolve protegê-lo a todo custo. A partir de então, o cão cria pavor dos perigos que o mundo fora do pequeno apartamento da família apresenta, e se desespera ao menor sinal de que a criança saiu de sua supervisão

Um ponto muito positivo do longa são os personagens. Apesar dos humanos da trama aparecerem pouco, os animais possuem personalidade única. Cada um apresenta um caráter, reage a eventos da sua própria maneira, e interage com os outros pets de forma muito original. Se destacam nesse sentido o Bola de Neve (Kevin Hart), um coelho que pensa ser um herói salvador da cidade de Nova York, pois sua dona ama desenhos de super heróis e fantasia o bichinho como tal, e Chloe (Lake Bell), uma gata que traduz perfeitamente o estereótipo rabugento da espécie. Desde acordar a dona com miados intermitentes a derrubar qualquer item de cima das mesas por puro prazer, a gatinha é com toda a certeza uma das representações mais divertidas dos gatos em animações.

Chloe acordando sua dona para encher seu potinho [Imagem: Universal Studios]

A história muda de figura quando a família de Max decide viajar para o campo e passar alguns dias na fazenda do tio de Katie. Antes de ir, Max pede que outra cachorrinha do prédio tome conta de seu brinquedo favorito enquanto não está em casa, e Gidget (Jenny Slate), uma spitz alemã que é completamente apaixonada pelo outro cão, aceita. Por acidente, ela acaba perdendo o item precioso e inicia uma saga para recuperá-lo. Enquanto isso, Max tem dificuldades a se adaptar à rotina rural devido ao medo de se arriscar e a extrema cautela que possui ao tomar qualquer ação. É na fazenda que os cachorros da cidade conhecem Galo (Harrison Ford), um cão grande e forte, encarregado de tomar conta da propriedade que resolve ensinar Max a perder seus temores.

Enquanto essas duas tramas se desenvolvem, há ainda uma terceira, onde a cachorrinha mimada Daisy (Tiffany Haddish) e o coelho Bola de Neve decidem salvar um tigre branco selvagem das mãos de um circo aterrorizante. Os dois atravessam a ilha, libertam o animal e passam a ser perseguidos incessantemente por lobos selvagens e pelo dono do circo, o russo Serguei (Nick Kroll), vilão da história que deseja recuperar sua aquisição. Apesar de possuir um ritmo interessante, que agita o longa com cenas de perseguição e de grande expectativa, este ramo é praticamente desconexo do restante da história.

Capitão Bola de Neve protegendo Nova York [Imagem: Universal Studios]

Somente os outros dois núcleos da história trouxeram a carga narrativa necessária para o desenrolar do filme, e a presença de um terceiro é incômoda algumas vezes. O espectador acaba vendo pouco das duas partes mais interessantes devido a cortes abruptos para continuar as cenas de resgate.

A história envolvendo Gidget e Chloe em busca do brinquedinho perdido é de longe a mais divertida. As cenas em que a gata e a cachorra interagem são engraçadas e envolventes, e deixaram uma vontade de ver além do que foi mostrado devido ao excesso de núcleos da narrativa. Já a trama envolvendo os dias na fazenda é a mais interessante em relação a mensagem que o filme deseja transmitir. Ver Max encarar seus medos e superar seus próprios obstáculos passa uma mensagem interessante para crianças.

Max e Galo conversando sobre suas vidas diferentes [Imagem: Universal Studios]

A moral do filme, apesar de bonita e clara, não é tão impactante. É importante para crianças falar sobre coragem e os malefícios do excesso de cautela, porém não há nada de mais profundo ali. Isso faz com que o filme seja muito mais atraente para crianças do que para adultos, que podem não se conectar muito com as mensagens passadas. 

Graficamente, a animação é um dos pontos altos do longa. As imagens transmitem uma atmosfera bonita e colorida, rica em detalhes, com atenção especial para as paisagens.

Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 é um filme divertido e que vale o investimento para alegrar as crianças no sábado a tarde, mas que talvez não seja tão interessante para os pais.

O desenho tem previsão de estreia para o dia 27 de junho e você pode conferir o trailer aqui:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*