Home Lançamentos Rindo da desgraça alheia
Rindo da desgraça alheia
CINÉFILOS
26 ago 2011 | Por Jornalismo Júnior

[Amor A Toda Prova]

Depois de 25 anos de casamento com seu namorado do colegial, o relacionamento de Emily (Julianne Moore) já não é o mesmo, portanto ela decide pedir o divórcio. Cal Weaver (Steve Carrel), seu marido quadrado e metódico, perde o controle e se joga do carro ao ouvi-la falar sobre os problemas da relação, e que, por isso, ela havia dormido com um colega de trabalho.

Quando o casal em crise chega em casa, seu filho, Robbie (Jonah Bobo), e a babá dele, Jéssica (Analeigh Tipton), ouvem a discussão. A despeito do choque do garoto com a separação dos pais, Jéssica fica animada, pois está encantada por Cal. Mas Robbie está apaixonado pela babá…

“Amor a Toda Prova” é uma daquelas comédias românticas com histórias paralelas que se encaixam no final. A diferença é que é uma boa comédia romântica. Muitos filmes desse tipo têm sido lançados ultimamente, mas alguns têm um roteiro muito fraco e previsível, e acham que ser ‘leves’ é garantia de que será divertido e agradável assisti-los. Mesmo em gêneros menos densos, o roteiro deve ser minimamente interessante e coeso para atrair a atenção do público.

Não que “Amor a Toda Prova” tenham reviravoltas complexas, e profundas análises de comportamento, mas é muito bom em sua proposta de sensibilizar e divertir. Temos um casamento se desmanchando, amores adolescentes, e um garanhão que se converte ao amor. Os romances são naturais, as personagens não parecem apertar o botão “Apaixonar” ou “Separar”, mas adaptam-se aos poucos.

Assim, depois de sair de casa, Cal ainda está desconfortável com a nova situação, sozinho e confuso. Em um bar, conhece Jacob (Ryan Gosling), um conquistador de mulheres, que se propõe a ajudá-lo a melhorar seu guarda-roupa – que parecia perdido no tempo – e a aprender a lidar com o sexo oposto. Há uma divertida sequência de cenas mostrando a transformação do visual de Cal, e depois inúmeras idas dos dois para o mesmo bar para abordar garotas.

Jacob lembra bastante Rusty Ryan, o personagem de Brad Pitt em “Onze Homens e Um Segredo”, o bonitão de terno impecável, sempre comendo um sanduíche ou pedaço de pizza com as mãos.

Com o experiente comediante Steve Carrel também como um dos produtores, as piadas são boas e não há a sensação de já terem sido ouvidas. Tanto os diálogos entre Cal e Jacob quanto as tentativas de sedução de Robbie são cenas de humor bastante autênticas. Também o contato de Emily e Cal depois de se separarem considera as reações de um casal que ficou junto por décadas, o que faz do filme uma história ainda impossível, mas mais próxima do real, mais sensível e divertida que suas concorrentes.

Gabriela Stocco
gabriela_stocco@hotmail.com

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*