Home Lançamentos Tristeza sob um ramo de flores
Tristeza sob um ramo de flores
CINÉFILOS
05 nov 2008 | Por Jornalismo Júnior

Bruna Buzzo

Inédito no Brasil, o filme Yamazakura – Cerejeira Silvestre faz parte da programação do Dia do Cinema Japonês, projeto realizado pela PlayArte Cinemas em parceria com a Comissão de Jovens da Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. Um ramo de flores de cerejeira é o grande motivador deste filme, que se desenha lentamente, como uma clássica trama oriental, revelando-se aos poucos, tecendo em seus caminho críticas à sociedade japonesa, seu comportamento e costumes.

cerejeiras-silvestres1Noe Isomura (Rena Tanaka) é uma mulher que está em seu segundo casamento. Após a morte do primeiro marido, ela pôde escolher entre vários pretendentes para um casamento arranjado. Noe acaba se decidindo por Shouzaemon Isomura (Tetsuya Chiba), e preterindo o guerreiro Yoichiro Tezuka (Noriyuki Higashiyama), mais por pressões familiares do que por vontade própria. Seu novo marido preocupa-se apenas em obter lucros e a jovem acaba prisioneira de uma vida sofrida. Um dia, Noe reencontra Tezuka em um campo repleto de cerejeiras silvestres. O encontro traz mudanças que levam os dois a repensarem suas vidas.

Yamazakura retrata e crítica os costumes de um Japão não contemporâneo, mostrando mazelas que ainda hoje acometem quaisquer países pelo mundo: os grandes senhores latifundiários, a injustiça para com empregados e subalternos, a dominação e opressão com mulheres, crianças e com os mais pobres.

Tudo isso com o toque de classe que se espera de qualquer filme japonês (exclua os terrores, por favor!), uma bela fotografia e uma trilha sonora escolhida com minucioso cuidado. Apesar de ter pouco mais de uma hora e meia (99 min), o filme é um pouco arrastada e cansativo em certas partes, mas encarar o modo como Noe e Tezuka mudam suas formas de pensar e enfrentar a realidade ao longo do filme nos faz refletir sobre nossas idéias de luta contra opressão e desigualdade. Do guerreiro preso ao clã à jovem esposa ideal, Yamazakura discorre sobre a sociedade japonesa de ontem e hoje com maestria e um bom conteúdo.

Serviço:
O Dia do Cinema Japonês acontece amanhã (6) e no dia 13 de novembro, no complexo Multiplex Bristol (Center 3, Av. Paulista, 2.064, tel. 3289-0509). Serão exibidos filmes com temas japoneses como Cartas de Iwo Jima, Paixão Proibida, O Castelo Animado, Speed Racer e O Último Samurai. O ingresso custará R$5.

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*