Home Lançamentos Tudo pode mudar em 9 meses
Tudo pode mudar em 9 meses
CINÉFILOS
03 ago 2012 | Por Jornalismo Júnior

A nova comédia romântica dirigida por Kirk Jones, O Que Esperar Quando Você Está Esperando (What To Expect When You’re Expecting, 2012), trata da gravidez em seus diversos aspectos. O filme foi baseado em um manual homônimo sobre as dificuldade relacionadas à gravidez e, como resultado disso, pode ser caracterizado apenas como um guia romanceado. Não uma obra prima, não um filme imperdível, simplesmente um guia audiovisual sobre gravidez com alguns poucos momentos risíveis.

Ao descartarmos os exageros utilizados no filme para (tentar) levar o público ao riso – como a presença patética de uma personagem débil mental – podemos analisar o filme em sua gênese e perceber que as questões abordadas – infertilidade, adoção, gravidez indesejada, aborto espontâneo, falta de dinheiro, brigas conjugais, problemas fisiológicos na gravidez – são situações às quais qualquer pessoa pode ser exposta. Dessa forma, o filme consegue atrair a atenção do público ao tema principal (a gravidez) e mais que isso, consegue projetar o espectador na possibilidade de que aquilo que acontece nas telas poderia acontecer a ele, de modo que tenta preparar o público para tais circunstâncias – efetuando assim sua função de guia.

Quanto ao roteiro do longa, os escritores utilizaram de uma técnica presente em filmes como Sin City (Idem, 2005), Para Roma Com Amor (To Rome With Love, 2012), Babel (Idem, 2006), que consiste em desenvolver pequenos núcleos de histórias que acabam interagindo entre si – porém, não há uma construção de uma trama entre tais núcleos, suas pequenas histórias apenas se relacionam, sem se completarem.

Uma das estratégias para a divulgação do filme foi a escolha de elenco nos moldes de produções românticas como Idas e Vindas do Amor (Valentine’s Day, 2010) e  Simplesmente Amor (Love Actually, 2003) – estratégia essa que pode ser caracterizada pela presença de um número considerável de atores bonitos e famosos que emprestam a sua fama a uma história que não conseguiria se vender sozinha. Consequentemente temos presentes no elenco atores como Rodrigo Santoro, Jennifer Lopez, Cameron Diaz, Matthew Morrison, Elizabeth Banks, Ben Falcone, Brooklyn Decker, Dennis Quaid, Chace Crawford, Anna Kendrick e Chris Rock – importante ressaltar que nenhum dos nomes citados anteriormente se destaca por sua atuação ou hilaridade.

Uma das poucas exceções à falta de risos dessa comédia romântica está presente em um grupo de amigos que se encontra em um parque com seus filhos e, pelas costas das suas mulheres, comenta sobre os males da gravidez por um olhar masculino. Nessas cenas surgem histórinhas que vão desde a forma como a mulher de um deles insiste que o nome do filho seja pronunciado até à queda acidental de um dos filhos de um integrante do grupo na privada – há ainda um código de conduta desse grupo, ninguém pode julgar e nem comentar com as mulheres sobre os comentários realizados.

Toda essa criatividade dos roteiristas caracteriza uma tentativa de incluir o público masculino no interesse por um filme-guia sobre os problemas da gravidez – mas ao invés de incentivar, o filme consegue assustar a qualquer homem que assista à ele devida às suas cenas de mulheres com seus hormônios em fúria.

Mesmo que O Que Esperar Quando Você Está Esperando não seja um grande filme, ele não deve ser menosprezado por isso. Afinal, o longa consegue cumprir com a sua proposta de romancear um guia prático sobre gravidez, o que torna compreensível algumas falhas nas tentativas de provocar risos ou emoções no espectador.

Valdir Silva
v.s.ribeiro93@gmail.com

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*