Home Lançamentos Um Amor Sem Barreiras
Um Amor Sem Barreiras
CINÉFILOS
01 ago 2008 | Por Jornalismo Júnior

Ricky Hiraoka

Em geral, o maior obstáculo de um casamento arranjado é a noiva não querer subir ao altar com o seu prometido. Entretanto,  o que atrapalha a realização do casamento da alemã Inge Altenberg ( Elizabeth Reaser) e Olaf Torvik (Tim Guinee) é bem mais complexo. Sem falar quase nada de inglês, Inge chega aos Estados Unidos para se casar com Olaf. Porém, durante a cerimônia, descobre-se que a moça não possui os documentos necessários para o matrimônio aconteça.  Tudo é cancelado e Inge é obrigada a ir viver com o simpático Frandsen (Alan Cumming) e sua família até regularizar sua situação.

O que poderia ser um dramalhão, o diretor Ali Selim transformou em uma história envolvente e sensível. Em Verdadeiro Amor, tudo é minimizado. E esse é o maior mérito do filme.  Os olhares e os gestos são discretos, mas relevadores; os problemas, apesar de parecerem sem solução, são pequenos diante de sentimentos como amor ou amizade. As atuações contidas dos dois protagonistas ajudaram a deixar o filme mais verossímel. Elizabeth Reaser e Tim Guinee construiram personagens críveis.

O enredo de Verdadeiro Amor pertence a um genêro em extinção no cinema atual: as histórias de amor puras estruturadas a partir do otimismo e da simplicidade.  O filme mostra que nem o moralismo idiota ou os diferentes costumes impedem o surgimento do amor.

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*