Home Escuta Aí O VMA e suas polêmicas
O VMA e suas polêmicas
Escuta Aí
02 out 2015 | Por Jornalismo Júnior

Que o VMA é uma premiação polêmica – se não a mais polêmica do mundo pop -, todo mundo sabe. Pelo menos foi o que a edição deste ano nos mostrou: desde Nicki Minaj apontando o racismo no anúncio das indicações até Kanye West anunciando sua candidatura fake à presidência em 2020, o evento deu o que falar – e sob a apresentação da Miley Cyrus, a polêmica em pessoa! Cada edição supera a anterior nesse quesito, e o resultado é que acabamos nos esquecendo do que aconteceu nas anteriores. Que tal relembrar?

1984

O que esperar da primeira edição da premiação mais polêmica da atualidade? Nada menos que Madonna cantando Like a Virgin e simulando um casamento tradicional – com ênfase na noite de núpcias. A música começa com a cantora vestida de noiva em cima de um bolo de casamento gigantesco. Aos poucos, a diva vai descendo o bolo camada a camada, sempre fazendo poses sensuais. Já no chão, Madonna deita, rola, interpreta uma transa e continua cantando. A apresentação foi, ao mesmo tempo, a cereja no topo do bolo de uma música altamente controversa para a sua época e a chave de ouro que abriu o Video Music Awards.

1995

Mais uma palavra que descreve o VMA muito bem é “imprevisível”. Nas entrevistas após a premiação de 1995, tivemos a maior prova disso: enquanto Madonna respondia algumas perguntas, Courtney Love começa a jogar maquiagens nela. A diva do pop se apressa em explicar para a audiência o que está acontecendo: “Courtney Love está precisando muito de atenção neste momento”. O repórter, sentindo a oportunidade de entrar para a lista de momentos célebres do VMA, convida Courtney para a conversa – ao que Madonna responde um sutil “por favor, não”. Courtney sobe as escadas com dificuldade e tem um momento “estou interrompendo alguma coisa?”, que passa bem rápido. Em certo ponto da conversa, Madonna encontra uma deixa para ir embora e deixa o repórter entrevistando Courtney Love. Os dois ficam conversando até que isso acontece:

Fonte: Buzzfeed

Fonte: Buzzfeed

2000

https://www.youtube.com/watch?v=BTCDZ_iIJhc

Na virada do milênio, foi a vez de Britney Spears chocar a audiência. Ela começa sua apresentação com um terno brilhante, cantando um cover de Satisfaction, dos Rolling Stones. No meio da música, ela arranca a roupa para revelar uma de suas icônicas roupas nude brilhantes:

Na época, a apresentação foi chamada de “strip-tease” e sua ousadia foi apontada na imprensa. O fato de hoje ela não parecer tão chocante assim só mostra o quanto a premiação se supera a cada ano.

2003

Imagem: Divulgação.

Talvez o momento mais conhecido da história do VMA, não podia ter como protagonistas ninguém além de Britney e Madonna. O beijo das duas repercute até hoje como símbolo de atrevimento. O que nem todo mundo sabe é que Christina Aguilera também estava lá – e também foi beijada pela Madonna!

Imagem: Divulgação

Mais uma vez ao som de Like a Virgin, tudo começou com Britney e Christina repetindo a apresentação do primeiro VMA – até então, as duas eram consideradas rivais. De repente, as duas param e Madonna surge de terno no topo do bolo cantando Hollywood e a plateia vai à loucura. Vários famosos aplaudem de pé, e a coreografia continua sensual. No meio da música, Madonna beija as duas, mas o beijo de Christina é ofuscado pela reação de Justin Timberlake, ex de Britney:

Fonte: MTV

Missy Elliott também entra na apresentação e as quatro são aplaudidas de pé. Mas a polêmica não parou aí: mais tarde, Christina acusou a MTV de focar mais na reação de Justin do que em seu beijo e alegou que as duas outras cantoras fizeram playback.

2007

No ano mais conturbado de sua carreira, a apresentação de Britney Spears no VMA não foi poupada. Após a performance do single Gimme More, o público e a mídia julgaram desde a coreografia até o figurino da cantora, que segundo os críticos estava “acima do peso” e “rechonchuda”.

Mesmo alguns de seus fãs se mostraram preocupados após a apresentação, que teria sido uma prova da exploração que Britney sofre por parte da indústria: ela teria sido obrigada a se apresentar mesmo não estando em condições físicas e mentais para isso. Mesmo assim, os críticos escolheram dar mais atenção ao peso da cantora.

Até hoje, a MTV omite a apresentação de suas listas de momentos memoráveis. Nós, do Sala 33, a colocamos aqui para ressaltar que, mesmo após esse ano difícil, Britney deu a volta por cima e continua sendo a princesa do pop!

2009

Em 2009, duas artistas entraram para esta lista: Lady Gaga e Taylor Swift. Gaga, sempre polêmica, fez uma performance icônica de Paparazzi em que sangue falso se espalha em suas roupas, como se ela tivesse sido baleada. Ela termina a música pendurada em uma corda, simulando um enforcamento. Além disso, ao aceitar o seu prêmio de Melhor Artista Novo, deixou o apresentador Eminem, no mínimo, desconfortável:

Foto: Reprodução

Já Taylor Swift não entrou nesta lista por algo que ela fez – ela, inclusive, não fez nada. Foi Kanye West o responsável por este momento que deixou todo mundo de boca aberta. Quando Taylor começou o seu discurso após receber o seu prêmio de Melhor Vídeo Feminino, Kanye subiu no palco para interrompê-la e fez o seu próprio discurso, lembrado até hoje na internet:

“Eu estou muito feliz por você, eu vou te deixar terminar, mas a Beyoncé tinha um dos melhores vídeos de todos os tempos”

Ele se referia ao clipe de Single Ladies, que também concorria na categoria. Uma teoria da conspiração que surgiu na internet mais tarde afirma que esse momento célebre foi, na verdade, combinado. Afinal, todos os envolvidos saíram ganhando: Kanye construiu a sua imagem de ousado, Taylor ganhou a compaixão do público e Beyoncé, que ao subir no palco para aceitar o Melhor Vídeo do Ano fez questão que Taylor terminasse seu discurso, se tornou ainda mais amada.

2011

Em 2011, Lady Gaga mais uma vez inovou com o seu figurino: depois de usar um vestido feito de carne no ano anterior, Gaga se vestiu de homem nessa edição – especificamente, Jo Calderone, seu alter-ego.

Reprodução | O alter-ego Jo Calderone surgiu em 2010 num editorial para a revista Vogue Homme Japão

No entanto, foi Beyoncé quem roubou a cena. Logo no começo de sua apresentação do hit Love On Top, ela já deu uma dica do que estava por vir: “Eu quero que vocês todos fiquem de pé e sintam o amor que está crescendo dentro de mim”.

Ela canta a música inteira super empolgada e, ao final, joga o microfone no chão, dá um sorrisão e desabotoa o paletó para mostrar a barriguinha de grávida. A câmera mostra Jay-Z comemorando o anúncio com Kanye West, e a própria Lady Gaga feliz no fundo.

Esse momento lindo em família fecha a nossa lista de momentos célebres no VMA. Por enquanto não dá pra saber qual das polêmicas vai representar o ano de 2015, afinal, a lista de opções é longa. Para você, qual foi o ponto alto da edição desse ano? Esquecemos algo? Deixe a sua opinião nos comentários!

Por Luiza Missi
missiluiza97@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
A história da ousada MTV | Sala 33
[…] atual decidiu não realizar o VMB, que havia sendo transmitido anualmente, para priorizar o EMA), VMA  e o World […]
30 out 2015
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*