Home Personagem A Genialidade do Homem de Ferro
A Genialidade do Homem de Ferro
CINÉFILOS
08 abr 2019 | Por Cinéfilos

[Imagem: Laura Alegre – Comunicação Visual/Jornalismo Júnior]

Por Thaislane Xavier
thaislanexavier@usp.br

Criado por Stan Lee em 1963, o homem de ferro nasceu como um personagem dos quadrinhos feito para ser odiado por aqueles que deveriam ser seus fãs. Diferentemente dos demais heróis, ele assumiu sua verdadeira identidade, o bilionário industrial Tony Stark, e a pessoa por trás dela não era nada humilde.

Tony foi inspirado em um empresário estadunidense da época chamado Howard Hughes. O empresário, tal qual o personagem, era um inventor, aventureiro, multimilionário e mulherengo.

Ele é o oposto de tudo que os fãs de super-heróis estavam acostumados. Ele não possui nenhum superpoder, e salva o mundo graças a sua mente brilhante que foi desenvolvida quando ele ainda era criança. Ele é um estrategista nato, capaz de prever situações e formular planos rapidamente.

Além disso, ele é um vendedor de armas festeiro e mulherengo. Age de acordo com suas vontades e impulsos sem se preocupar muito com o que seus atos poderão causar nas pessoas que o cercam.

O gênio, playboy, bilionário e filantropo, no entanto, conquistou milhares de fãs e entrou para o Universo Marvel em 2008, interpretado por Robert Downey Jr. Com grande bilheteria, contrariando o medo de fracasso de muitos fãs, o primeiro filme do Homem de Ferro foi um sucesso tão grande que ele ganhou outros dois filmes próprios e participação em vários outros da produtora.

O talento de Robert Downey Jr. na interpretação do empresário é notório, e os dois são considerados por muitos a mesma pessoa, sendo difícil dissociar personagem de ator.

 

A história do herói

Tony, herdeiro das Indústrias Stark, na verdade não é filho biológico de Howard e Maria Stark. Ele foi adotado ainda criança pelos dois, e sua verdadeira origem ainda é um mistério.

O menino Stark mostrou sua genialidade cedo, e aos 15 anos foi aceito no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), onde concluiu dois cursos em apenas quatro anos. Depois de sua formatura no instituto, ele começou a trabalhar com o pai nas Indústrias Stark.

Mas o jovem Tony, que já tinha se encantado pelo mundo de festas e mulheres, deixava a empresa dos pais como segundo plano em sua vida. O personagem sempre esteve em contato com o álcool. Quando criança, seu pai era alcoólatra e ele presenciava isso. Quando mais velho, bebia por influência de seus amigos. E depois de se tornar herói, para fugir da grande responsabilidade que seu cargo trazia.

Esses problemas enfrentados pelo personagem o aproximam ainda mais da realidade, fazendo com que se torne mais fácil para as pessoas confundirem ele com o ator. Como explica o psicólogo e professor de filosofia Ted Franco, “há uma mescla com a realidade, o que torna aquele super herói o mais humano possível, ficando, assim, ainda mais fácil, a confusão do real e do imaginário.”

Quando tinha apenas 21 anos, um trágico acidente tirou a vida de seus pais. O bilionário se viu obrigado a assumir a responsabilidade de dar continuidade ao legado deixado por Howard e Maria.

 

A criação da armadura

As armaduras do Homem de Ferro [Imagem: Tiny Cards/Duolinguo]

O primeiro filme da franquia começa com o sequestro do empresário logo após ele gravar um comercial divulgando sua mais nova e poderosa arma. Durante o rapto, liderado por Wong Chu, estilhaços atingem o peito de Tony e, para impedir que um deles atinja seu coração, o prisioneiro que estava com ele, Yinsen, constrói uma placa peitoral que o mantém vivo.

Os rapto foi feito para que Tony, com ajuda de Yinsen que também era cientista, construísse a poderosa arma para os terroristas. No entanto, os dois trabalham em conjunto para tentar fugir dali.  Assim, começa a construção da primeira armadura.

Os dois trabalharam intensamente para que a armadura estivesse pronta antes que seus sequestradores descobrissem o que realmente estavam fazendo. A armadura era monstruosa, mas serviu para o propósito inicial que era destruir o acampamento dos terroristas e servir como veículo de fuga. Yinsen não resistiu e acabou morrendo ali mesmo.

Quando foi encontrado no deserto após a fuga, tornou-se obsessão de Tony aprimorar a primeira armadura para salvar as pessoas das armas que ele mesmo tinha criado. Para isso, ele se afastou da empresa e trabalhava noite e dia no aprimoramento de sua placa peitoral e das funções que seu traje possui.

O super-herói que se tornou em pouco tempo amado por todos surgiu assim, em um cativeiro, com estilhaços quase atingindo seu coração e uma vontade de parar a destruição que suas próprias invenções causavam.

 

Ator e personagem como um só

Joe Russo, diretor de Vingadores: Guerra Infinita, disse em entrevista:  “Não há ninguém que possa tomar o papel de Homem de Ferro do Robert. Ele não pode interpretar o personagem para sempre. Tenho certeza de que há várias coisas que ele gostaria de fazer em sua carreira, mas ele adora fazer o personagem, eu sei disso, e adoramos trabalhar juntos. Vamos ver o que acontece a partir daí”.

Não só o ator gosta de interpretar o personagem como os fãs também amam sua atuação. Isso torna, para os fãs do Homem de Ferro, difícil a tarefa de dissociá-lo do ator que o representa nas telonas.

A forma como Robert  deu vida ao personagem com certeza foi a razão para ele passar de um dos heróis menos importantes dos quadrinhos para uma das maiores referências de filmes do Universo Marvel.

[Imagem: The Walt Disney Company France]

“Quando o ator dá uma entrevista, achamos que a qualquer momento ele pode se transformar no homem de ferro e sair voando por aí, porque o personagem já fez isso em entrevistas e nos lembramos desse modelo”, explica o professor Ted.

Downey Jr. teve uma vida de certa forma parecida com a de seu personagem mais notável. Aos cinco anos eles estreou no mundo do cinema, assim como Tony bem novo estreou no mundo da ciência. Apesar de serem áreas de diferentes, ambos descobriram seus talentos quando ainda crianças.

O ator tem passagem pela prisão e clínicas de reabilitação. Ele foi detido por violência, posse de drogas e de armas. Isso culminou na sua demissão do seriado Ally McBeal (1997-2002). Esse momento conturbado quase derrubou sua carreira, mas foi contornado, para alegria de seus fãs. Isso remete ao envolvimento de Tony com bebidas alcoólicas, que quase o fez perder tudo.

Assim como o personagem, o ator também foi considerado uma das pessoas mais influentes do mundo, sendo nomeado pela tradicional revista Time. Ele tem como marca registrada a interpretação de personagens egocêntricos, além de um humor sarcástico, características essenciais na personalidade do herdeiro Stark.

Seria o Robert na verdade outro alter ego do Tony? Essa pergunta não tem uma resposta, mas se nem os diretores conseguem separar as duas figuras, imagina os fãs.

O homem de ferro, vulgo Tony Stark, é um super-herói que ensina que não precisamos de poderes sobrenaturais para fazermos algo para o mundo. “Nossa mente é nossa maior força”, pode ser considerada a grande mensagem passada por seu personagem. Ele é só um ser humano, que tem seus defeitos, mas com sua inteligência tenta mudar muita coisa.

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*