Home Escuta Aí Há 25 anos, Biggie Smalls se preparava para morrer
Há 25 anos, Biggie Smalls se preparava para morrer
Escuta Aí
13 set 2019 | Por José Higídio (zehigidio@usp.br)

Em 13 de setembro de 1994, o jovem nova-iorquino Christopher Wallace deixava de vez a vida como traficante de drogas para se tornar um rapper de sucesso. Sob o nome artístico The Notorious B.I.G., ele lançou o disco Ready to Die, que viria a se tornar um clássico do hip hop. Tudo isso graças à sua impressionante veia artística, que gerou um álbum forte, profundo, sofisticado e completo.

O maior êxito de Biggie é jamais perder o protagonismo dentro de sua própria obra, o que era comum para os raps da época. Aqui, o show é totalmente dele. Sua técnica de rimas refinada e revolucionária impressiona até hoje. E a capacidade de narrar histórias através dessas rimas é a cereja do bolo.

The Notorious B.I.G. ganha o ouvinte pelo seu conteúdo de fácil acesso. Mesmo com o típico vocabulário coloquial das periferias, repleto de gírias e palavrões, suas letras são muito diretas. Assim, ele promove uma compreensão espontânea de suas mensagens e ainda consegue levar o público a uma conseguinte reflexão sobre possíveis metáforas.


The Notorious B.I.G. durante show em Meadowlands, Nova Jersey, em 1995. [Imagem: David Corio/Redferns]

A emotividade do artista se faz muito presente. Com um tom parcialmente autobiográfico, Ready to Die caminha pelos diversos sentimentos do rapper. Por isso, podemos ver um Biggie Smalls agressivo como na faixa-título, orgulhoso como em Unbelievable, romântico como em Big Poppa e até deprimido como na canção de despedida, Suicidal Thoughts – a única que contrasta com o vigor do restante do álbum, mas que talvez seja a mais comovente.

A instrumentalização ajuda bastante a construir uma sonoridade agradável. A bateria, principalmente, define bem sua comparência. Com isso, o álbum consegue alternar entre um predominante rap cru (tais quais Gimme the Loot) e algumas bem-humoradas baladas (a exemplo de Juicy). E apesar de serem um tanto quanto repetitivos e às vezes monótonos, os beats estão sempre em consonância com a entonação do cantor. 

Ready to Die colocou The Notorious B.I.G. na história, e o transformou numa referência dentro de seu estilo musical. Um grande ode de 69 minutos a si mesmo. Infelizmente, foi seu único disco lançado em vida, pois menos de três anos depois Biggie viria a ser misteriosamente assassinado. Mas como o nome do álbum ironicamente sugere, depois de tal demonstração de talento, ele parecia já estar preparado para isso.

 

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*