Home Na Estante ‘Malibu Renasce’: um transporte direto para as praias californianas
‘Malibu Renasce’: um transporte direto para as praias californianas

Uma história sensível sobre amor e perdão, que combina o clima ardente de Malibu com a escrita viciante de Taylor Jenkins Reid

Na Estante
15 ago 2021 | Por Gabriela Lima (gabi.lima2711@usp.br)

“Malibu pega fogo. É simplesmente o que Malibu faz de tempos em tempos”. Com essa afirmação, Taylor Jenkins Reid inicia seu mais novo romance, lançado no Brasil em 2021 pela Companhia das Letras. Malibu Renasce é um livro único, porém faz parte do mesmo universo de outros livros da autora que exploram o glamuroso mundo da fama: Os Sete Maridos de Evelyn Hugo (Paralela, 2019) e Daisy Jones & The Six (Paralela, 2020). Apesar de existirem conexões e de personagens conhecidos fazerem aparições nos três romances, os livros são independentes e não possuem ordem de leitura.

Malibu Renasce conta a história dos quatro filhos de um dos maiores astros musicais dos anos 1970, Mick Riva. São eles: Nina, Jay, Hud e Kit. Todo ano, Nina promove a festa mais aguardada da costa californiana, que sempre atrai inúmeras estrelas de Hollywood e, consequentemente, escândalos do mais alto nível. Em 1983, não poderia ser diferente, porém nesse ano a festa sairá do controle e terminará com a mansão de Nina consumida pelas chamas. 

Malibu Renasce: foto de rosto da autora Taylor Jenkins Reid, mulher branca, de cabelos pretos escuros e olhos verdes, com leve blush nas bochechas

A novelista estadunidense Taylor Jenkins Reid mora em Los Angeles com a família tem sete livros lançados. [Imagem: Reprodução/Taylor Jenkins Reid]

O livro se passa em apenas um dia, horas antes de o incêndio acontecer, então acompanhamos os quatro irmãos nessas 24 horas. Nina é a mais velha e, por muito tempo, teve que assumir o papel de matriarca da família, um peso que até hoje tem consequências na sua vida. Seu problema atual é estar nas principais manchetes de Hollywood devido à traição do seu ex-marido. Hud é o mais plácido entre os quatro. Diferente da irmã modelo e do irmão surfista, ele trabalha atrás das câmeras e tem um laço forte com Jay, no entanto guarda um segredo que pode romper para sempre esse laço. Por outro lado, Jay também tem seus próprios segredos, mas o que ele mais quer nessa festa é reencontrar a garota por quem se apaixonou e esquecer todos  os problemas. A irmã mais nova, Kit, está cansada de ser considerada apenas a “caçula” da família. Ela sabe que pode ser tão bonita quanto Nina e tão boa no surfe quanto Jay, e é isso que ela vai tentar provar nesse dia. 

A história também conta com flashbacks que acompanham desde o romance entre Mick Riva e a pacata June até a formação atual da família Riva. Tudo se passa no cenário fabuloso da cidade de Malibu, que no livro está em processo de se consolidar como a famosa Malibu conhecida atualmente. 

Nina, Jay, Hud e Kit têm uma união forte desde crianças. O leitor se sente também parte dessa família conforme lê: sofre quando eles têm problemas e sorri quando todos estão sorrindo. Todos esses personagens são inesquecíveis à sua própria maneira. Mesmo que nem sempre agradem, eles não deixam de causar impactos. Uma das principais marcas de Taylor Jenkins Reid presente nesse e em outros livros é justamente essa os personagens tangíveis. É comum que eles cometam erros absurdos, irritem o leitor com certas atitudes, mas, ainda sim, é muito fácil se apegar a eles, porque são tão humanos quanto nós mesmos.

 

Malibu Renasce: capa do livro em inglês, com fundo de oceano azul, com quatro surfistas deitados sobre suas pranchas, título em rosa e nome da autora em amarelo

Enquanto a capa da edição brasileira destaca o céu em uma paisagem semelhante à de Malibu (Califórnia), a versão estadunidense coloca o foco no oceano e nos irmãos Riva. [Imagem: Reprodução/Instagram/@tjenkinsreid]


Ainda que o foco seja a família Riva, Taylor explora pontos de vistas fora desse âmbito: amantes, amigos e conhecidos têm suas histórias relatadas e, com isso, a autora mostra toda a complexidade da teia de relações humanas. Mesmo o pior dos personagens tem uma razão para ser o que é, embora isso não justifique
todas as suas atitudes. Essa polifonia de vozes é bem trabalhada e amplia a leitura para além dos fatos principais.

Além disso, o livro não deixa de abordar temas importantes como o luto, o aborto, o alcoolismo, o feminismo e a comunidade LGBT, tratando todos eles de forma simples, delicada e realista, sem forçar a história.

Por fim, Malibu Renasce é uma leitura dinâmica e instigante que não sai da cabeça. Quando não se está lendo, está se pensando na história. É o tipo de leitura perfeita para fãs dos anos 1980 e para quem sente saudade da praia e do calor. Mais do que a história de uma família, o livro é um relato sobre amor e perdão e mostra que, mesmo depois das chamas, é possível renascer.

 

*Imagem de capa: Gabriela Lima/Jornalismo Júnior

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*