Home Controle Remoto Shogun World: sangue, lutas e Katanas; a Westworld no melhor estilo Tarantino
Shogun World: sangue, lutas e Katanas; a Westworld no melhor estilo Tarantino
Controle Remoto
19 maio 2018 | Por Jornalismo Júnior

O episódio 5 da segunda temporada de Westworld vai ao ar neste domingo (20) e o Sala33, à convite da HBO, conferiu-o com exclusividade.

Por meio de Maeve, fomos introduzidos ao mundo de Shogun World. O parque inspirado no Japão Imperial, segundo descrição do site da Delos, promete aos visitantes uma experiência ainda mais sangrenta do que o vizinho Westworld: “Para aqueles cujo ‘Westworld’ não é o bastante. O verdadeiro perito em sanguinolência pode satisfazer suas fantasias com o corte de uma katana. Modelado a partir do período Edo Japonês, Shogun  World oferece aos visitantes a oportunidade de abraçar seu guerreiro interior, em um mundo da mais alta beleza e do horror mais sombrio. Deixe o seu verdadeiro eu ganhar forma em uma terra onde a autodescoberta é uma forma de arte”. O episódio entrega a promessa de forma angustiante.

O parque é o terceiro abordado na série, junto com os já conhecidos Westworld e The Raj. ainda segundo a Delos, serão seis no total. Habitado por exércitos ninjas que exercem seu controle sobre gueixas de forma violenta e autoritária, proporciona aos visitantes uma experiência repleta de tirania. Shogun, que dá nome ao mundo, é o comandante local e governa com base no medo e terror.

 

Maeve, acompanhada de seus aliados, segue sua jornada em busca da filha e acaba envolvida em uma trama sombria e violenta. A anfitriã percebe a similaridade das histórias que, como em Westworld, não seguem mais a narrativa programada para os personagens, e se une a uma mãe local também em busca da filha.

Com centenas de Katanas e sangue para todos os lados, as sequências de luta em Shogun World tiram o fôlego do espectador. Entre uma cabeça cortada e outra, prendem a atenção em um cenário sanguinolento digno de uma obra do Tarantino.

Anteriormente capaz de controlar os anfitriões por meio de comandos de voz, esta semana, em meio a tantas batalhas e luta de espadas, e impossibilitada de exercer tais comandos, Maeve descobre uma “nova voz” capaz de controlar até os mais valentes guerreiros. O episódio não deixa claro como se dá esse controle, mas com o exército de Shogun à sua disposição e a sede pela revolução, ela promete vir ainda mais forte e poderosa nos próximos episódios.

Paralelamente, vimos Dolores em busca de seu pai. Acompanhada de Teddy, a jovem segue a procura de aliados para a conquista do “novo mundo” e questiona os seus sentimentos pelo Cowboy, que deseja apenas uma vida pacata com a amada. O destaque fica para a cena de amor entre os dois: sensível e delicada, o momento causa suspiros em quem assiste e é seguida de um desfecho surpreendente que mostra a verdadeira face da anfitriã nesta temporada.

O episódio conta ainda com algumas cenas de Bernard, mas que são facilmente ofuscadas pelas lutas sangrentas do parque japonês e pela sede de conquista de Dolores. São 58 minutos de muita ação, surpresas e narrativas capazes de deixar qualquer um preso à TV.

Por Amanda Capuano
amandacapuano@hotmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*