Home Lançamentos Um Casal Improvável, mas muito compatível
Um Casal Improvável, mas muito compatível
CINÉFILOS
20 jun 2019 | Por Laura Toyama (laura.toyama@usp.br)

A maioria das comédias românticas têm seu mérito pelas cenas clichês que todos amamos. No entanto, Casal Improvável (Long Shot, 2019) vai além de cenas já batidas e cria uma esfera romântica e muito bem humorada, diferente de qualquer outra, que nos desperta altas gargalhadas e suspiros.

O filme conta a história de dois personagens opostos. Charlotte (Charlize Theron), a elegante secretária de Estado dos Estados Unidos, se reencontra com seu vizinho de infância, Fred (Seth Rogen), um desajustado jornalista que acaba de perder o emprego. Revivendo um romance de tempos, os dois embarcam na desafiadora aventura de conciliar seus estilos de vida tão diferentes em prol de seus sentimentos.

No início do filme, o descompasso dos dois dá a sensação de que de fato o amor é improvável naquele cenário. A fineza e seriedade de Charlotte é oposta a personalidade explosiva de Fred. Mas apesar das grandes diferenças, os dois conseguem encontrar pontos em comum entre suas vidas, pelos quais deixam rolar um romance às escondidas, para que a imagem pública de Charlotte não seja comprometida.

Fred (Seth Rogen) e Charlotte (Charlize Theron) se conhecem de novo e embarcam num romance engraçado e improvável [Foto: Adorocinema]

É interessante a forma sutil e gradativa pela qual um se apaixona pelo outro. O sentimento é representado de forma tão natural pelos atores que nem sequer percebemos que já estamos completamente envoltos em sua relação, e torcendo para que ela se concretize. Os anti-heróis também são figuras equilibradas, pessoas próximas e bem intencionadas, mas que acabam no caminho desse amor tão diferente.

O humor do filme é todo construído sob referências de filmes, músicas e programas de televisão dos anos 1990 e que são facilmente pescadas pelo público. As ironias, sobretudo as críticas permanentes contra o sexismo e o racismo, arrancam risadas do público em diversas cenas, que já espera de mais um personagem de Seth Rogen nada menos que alguém despojado e bom de trocadilhos.

A construção da protagonista, Charlotte, se alinha muito bem a essas críticas feitas no longa. É explícita sua capacidade de contornar o machismo constante que recai sobre uma mulher na política, sobretudo uma que cobiça uma posição de poder, como a presidência de um país. Superando com classe a opinião pública sobre si e homens tentando impor barreiras ao seu sucesso, ela triunfa como uma inspiração para todas as personagens femininas que contracenam com ela.

Charlotte (Charlize Theron), uma elegante e competente secretária de Estado [Foto: Adorocinema]

A trilha sonora é também uma característica que merece destaque no filme. Com variedade musical que vai de Boyz II Men a tango argentino, elas ilustram perfeitamente as cenas temáticas e engraçadas.

Acima das expectativas, Casal Improvável é uma comédia romântica com críticas contundentes e uma química entre os protagonistas perfeitamente construída. Com uma dupla que faz juz ao nome da obra, é admirável a forma como nos apaixonamos pelo casal a cada minuto que olhamos para a tela. Com belas atuações e roteiro bem estruturado, nos percebemos bobos e apaixonados ao sair da sala de cinema. Como diz a música da cantora Roxette, entoada mais de uma vez no filme, “It must have been love…”

O filme estreia dia 20 de junho nas telonas, confira o trailer:

TAGS
Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*