Home Na Estante A sensibilidade e delicadeza de uma história de amor em Retalhos
A sensibilidade e delicadeza de uma história de amor em Retalhos
Na Estante
10 abr 2018 | Por Jornalismo Júnior

Retalhos é uma graphic novel que retrata a vida de um jovem americano que está passando por muitos questionamentos do início da vida adulta. A história é contada por Thompson, que narra desde a sua infância com seu irmão Phil até o início da vida adulta, na cidade de Wisconsin, centro dos Estados Unidos. Durante o desenvolvimento da narrativa, vemos a relação que Thompson tem com seu irmão com quem divide a cama até o início da adolescência; seu pai e sua mãe que é mais religiosa; os colegas de escola e as pessoas da igreja que ele frequenta.

Com uma sensibilidade imensa, o autor Craig Thompson consegue demonstrar através de uma escrita muito completa que não deixa nem um pouco a desejar falas de uma sensibilidade enorme, que passam a ideia completa dos desejos, vontades, receios, medos, felicidades e outros tantos sentimentos e questionamentos que existem não somente no período da adolescência, mas também por toda a vida de um ser humano. Esses, são transmitidos da forma que sentimos, possibilitando que o leitor em muitos momentos se identifique com o personagem principal devido a narrativa ser tão parecida com a realidade.

O crescimento de Thompson é marcado pelo forte temor a Deus, muito por conta da sua mãe ser cristã, sempre frequentar a igreja junto dele e do irmão, lendo a Bíblia em diversos momentos da história e a utilizando como forma de argumento para repreender muitas atitudes do filho. Durante a sua adolescência, ele vai para um retiro da igreja e se depara com pessoas totalmente diferentes daquilo que esperava. No meio de tantas diversidades ele conhece Raina, garota que ele logo faz amizade e se encanta pelo jeito dela. No entanto, ele possui muitos receios de seus sentimentos com relação a ela, por conta do seu envolvimento com a religião e, como ela possui grande influência na sua vida, acaba por provocar mais dúvidas em relação a sua paixão pela personagem do que soluções.

Desde pequeno, Thompson sempre se interessou por desenhar, no entanto, as suas representações sempre foram limitadas pela sua família, que o impedia de fazer isso porque eles acreditavam que a arte não seria algo bom para ele se interessar, além de muitas das representações serem contrárias aos valores que eles acreditavam.

A forma que o autor da graphic novel faz os suas ilustrações é algo inexplicável. Seus traços são de uma delicadeza sem tamanho, feitos com maestria, delicadeza e de forma poética. Isso faz com que os leitores se apaixonem por cada um dos seus traços feitos em quase 600 páginas que são lidas rapidamente. Ele consegue transmitir, de forma clara, as expressões, pensamentos e todas as dúvidas dos personagens que é um retrato fiel de todas as dúvidas que surgem em nós quando nos apaixonamos, não sabemos lidar com situações, temos medos, receios, entre tantos outros fatos que vivenciamos ao longo da vida .

Retalhos é o tipo de livro que faz com que o leitor se identifique com o personagem, torcendo para que ele consiga resolver todos os seus dilemas, comuns na vida de qualquer ser humano. O livro é muito bom por conseguir demonstrar, com uma extrema sensibilidade, que pode haver beleza e algo positivo em meio as melancolias e conflitos existentes da vida. Thompson é um ser humano como qualquer outro e é isso que o torna tão único, tão parecido com todos nós.

Por Beatriz Gomes
beatrizgomesf9@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*