Home Lançamentos Netflix: ‘Amor Garantido’ – A divertida história do acerto na aposta de um romance
Netflix: ‘Amor Garantido’ – A divertida história do acerto na aposta de um romance
CINÉFILOS
24 set 2020 | Por Matheus Nascimento (matheus1124.eca@usp.br)

Amor Garantido (Love, Guaranteed, 2020) é a recente comédia romântica dirigida por Mark Steven Johnson. O americano havia dirigido um longa pela última vez em 2017. O filme atrai solteiros, casados e namorados pois está relacionado com a experiência cotidiana de pessoas comuns na vida amorosa e social.

A busca por aplicativos de relacionamento aumenta e cada vez menos os parceiros estabelecem encontros de forma convencional. A questão que fica em evidência é: os encontros marcados pessoalmente serão ofuscados pela procura de parceiros em ambientes sociais na internet?

Para Nick Evans (Damon Wayans Junior) essa aventura não foi suficiente, na verdade foi depreciadora. Nem um, nem dez ou mil encontros no site de relacionamentos puderam-lhe garantir ao menos um amor. A decepção amorosa do personagem com Arianna (Kandyse McClure) gera uma cômica e criteriosa maneira de diferenciar as pretendentes que buscavam uma experiência amorosa com ele no site. Ele investe no seu próprio prejuízo para garantir a validade do contrato que afirma: em menos de mil encontros todo cliente vai encontrar “a tampa de sua panela”.

O enredo é bastante semelhante em alguns aspectos à outra produção de Johnson. O sucesso Quando em Roma (White in Rome, 2010) mostra a protagonista Beth (Kristen Bell) sendo perseguida por pretendentes amorosos desconhecidos que querem impressioná-la de toda maneira. Eles transformam toda situação cotidiana de Beth na cidade italiana em situações inconvenientes, pois ela está praticamente desacreditada no amor. Esses encontros confusos podem ser considerados os verdadeiros acasos da trama. No enredo surge Nick Beamom (Josh Duhamel), que reacende os sentimentos de Beth, fazendo com que ela volte novamente a se aventurar em uma paixão.

O Nick de Amor Garantido não é amável logo de imediato. Ele decepciona na sua primeira cena, pois sua impaciência com a advogada Susan (Rachael Leigh Cook) na fila de um food truck (ao explicar de forma direta a situação do processo contra a Amor Garantido), é uma situação pouco agradável. Esse acaso é estranho para ambos, mas, na verdade, é muito mais pessoal e divertido do que uma simples foto de perfil ou um rápido encontro podem proporcionar.


Pôster no telão do saguão de entrada da Amor Garantido com o casal propaganda Brad e Veronica [Imagem: Reprodução/Netflix]

Por outro lado, a gentileza das ações e percepções de Nick durante o filme encanta a protagonista. Apesar da vida descontraída no trabalho e com a família de sua irmã Tamara (Heather Graham), percebemos que Susan vive uma rotina sufocada. Como ela cita em uma cena, nossas atitudes e ações – devido à junção de necessidades e tecnologia – correm um sério risco de serem mantidas em um ciclo vicioso, imperceptível ao olhar humano.

A cumplicidade da maioria dos personagens demonstra o quão é importante as relações pessoais serem fortalecidas em nosso cotidiano. Essa característica, seja no amor com familiares ou parceiros, é um risco aberto ao lado prejudicial e benéfico das situações.

A composição de cena do longa é marcada por uma mescla de modernidade e elementos retrô. Outro fator atraente do filme é a trilha musical: Susan é fã da cantora californiana de pop rock Tiffany e ao se mover com seu carro pela cidade é surpreendida por I Think We’re Alone Now em uma fita gravada. Esses fatores fixam-se na trama para trazer aos personagens um humor atraente e pouco exacerbado. A cena mais complexa do filme é a do julgamento da causa e isso também é uma contribuição positiva para os atores, pois a descontração nas cenas facilita a execução das tomadas.

Além das cidades e pessoas, temos sentimentos nos rodeando constantemente e isso não foge da nossa percepção. Um exemplo disso é que mesmo com a influência do site de relacionamento na vida de Nick, ele não mudou. E Susan, mesmo tendo inicialmente ganância pelo honorário de seu cliente, percebe que o materialismo a prejudicava.

Nick sempre amou seu trabalho como fisioterapeuta, realizando-o com muita satisfação. Susan, da mesma forma, manteve-se sempre muito alinhada com os princípios da sua profissão. Talvez, os processadores de dados das plataformas de relacionamento nunca poderiam unir personalidades tão distintas como as deles. Porém, o processo amplificou a relação entre a cliente e o profissional. Sobretudo, a proximidade cativou os dois à curtirem mais a vida, deixando-os mais livres para realizarem os antigos e apaixonantes desejos da adolescência.

O longa já está disponível para todos os assinantes da Netflix. Confira o trailer:

*Capa: [Imagem: Divulgação/Netflix]

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*