Home Escuta Aí O que esperar de Kendrick Lamar no Lollapalooza
O que esperar de Kendrick Lamar no Lollapalooza
Escuta Aí
21 mar 2019 | Por Jornalismo Júnior

Kendrick Lamar será o principal artista do último dia do Lollapalooza Brasil. Kendrick vai encerrar as atividades do palco Budweiser na noite de 7 de abril e terá a responsabilidade de trazer um show histórico para todos fãs que irão acompanhá-lo.

A verdade é que o mercado brasileiro carece deste tipo de artista. Historicamente, os grandes nomes do rap não costumam se apresentar em território nacional por diversos motivos, e nos dias atuais está ainda mais difícil disso acontecer. Em entrevista dada em 2017 para a Billboard Brasil, Alexandre Faria, diretor da Live Nation, uma das maiores produtoras de eventos do mundo, disse que o jovem americano consome muito esse tipo de música, o que faz com que os artistas faturem muito nos EUA. Assim, para os rappers virem ao Brasil, eles normalmente cobram três, ou até mesmo quatro vezes mais do que cobrariam para fazer um show em seu país, o que inviabiliza as apresentações em território nacional. Alexandre diz que um grande artista do rap só faz um  show por aqui se ele encarar a oportunidade como um investimento.

Mas parece que, mesmo com essa dificuldade, as produtoras estão se esforçando para trazer grandes nomes para o Brasil. Além de Kendrick, os dois artistas mais ouvidos no Spotify no ano passado, Drake e Post Malone irão fazer shows por aqui. Muito disso deve-se ao próprio Lamar, que com seu último álbum, Damn, lançado em 2017, iniciou a ascensão do rap até o mainstream, chegando a ultrapassar o rock como gênero mais ouvido nos EUA.

E se no exterior a situação é esta, no Brasil não é diferente. A cena do rap nacional está no seu auge atualmente. Cada vez mais artistas têm aparecido e se tornado ícones entre os jovens, como o caso do mineiro Djonga e do baiano Baco. Esta nova geração de MC’s tem o diferencial de conseguir não só agradar os novos fãs, mas também aqueles mais antigos, que viram o rap nascer em território nacional com grupos como Racionais e RZO.

Kendrick Lamar se tornou o primeiro artista fora da música clássica e do jazz à ganhar o prêmio Pulitzer de música.
Créditos: Eileen Barroso\Columbia University

Mas por que Kendrick Lamar tem a responsabilidade de fazer um show grandioso? Primeiro, é quase unânime que o trono do rap pertence a Kendrick atualmente. Vencedor de 12 Grammys, um Pulitzer e indicado ao Oscar em 2018, Lamar fez por merecer o título de “rei”, o que gera uma expectativa enorme em quem pagou muito caro no ingresso.

Outro motivo é exatamente a visibilidade do mercado brasileiro e latino-americano para os outros rappers do mainstream. Como Alexandre Faria disse na entrevista citada, o mercado nacional deve ser tratado como um investimento para os artistas de fora, e Kendrick está tendo a chance de mostrar a rentabilidade do nosso mercado para outros artistas. Ou seja, se o público gostar do show e for lucrativo, é provável que mais shows como esses venham.

Apesar de todo peso nas costas, o público pode ficar tranquilo, Kendrick vai dar conta do recado. Quem já teve a oportunidade de ver suas apresentações ao vivo, nem que seja em vídeos pela internet, sabe que o ele nunca decepciona. Um exemplo pode ser visto nna apresentação no Grammy de 2017. Assista ao vídeo abaixo:

Assim, é certo que a postura de Kendrick no palco e sua genialidade serão surpreendentes, não só para os fãs de rap, mas para todo o público do Lolla.

Por: João Vitor Silva (jvitorsilva7@gmail.com)

TAGS
Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*