Home Eu Fui Renato Russo, o homem e o artista
Renato Russo, o homem e o artista
Eu Fui
07 set 2017 | Por Jornalismo Júnior

Entrar na cabeça de alguém não é nada fácil. Entrar na cabeça de um gênio é uma tarefa ainda mais complicada, mas é o que o MIS (Museu da Imagem e do Som) se propõe a fazer em Renato Russo, sua mais nova exposição, uma homenagem a um dos grandes ídolos da música brasileira. A exposição é resultado da doação dos pertences de Renato Russo, encontrados em seu apartamento no Rio de Janeiro, feita por Giuliano Manfredini, único filho do cantor.

A mostra é composta de mais de 1000 ítens encontrado no apartamento do artista, itens de uma vida inteira que nos permite conhecer e comparar Renato Russo, o artista, com Renato Manfredini Jr., o indivíduo. Fotos de criança, boletins e cadernos escolares, poemas, projetos de filmes, bandas imaginárias, prêmios acadêmicos e quadros feitos por ele mesmo são alguns dos objetos que nos permite conhecer o que acontecia com Renato Manfredini Júnior durante sua infância, adolescência e juventude.  

A transição para Renato Russo é feita de forma orgânica e caótica, uma vez que o espaço foi construído como um labirinto aberto, então é um tanto quanto difícil saber para onde ir, o que vem em seguida. Mas quando se descobre a cronologia do espaço, percebe-se como o artista já vivia dentro do homem, e como esses dois se complementavam para criar o gênio.

As composições imperfeitas, o aperfeiçoamento, os projetos dos álbuns, os projetos de banda revelam a existência de Russo em Manfredini. O primeiro andar termina com a exposição do acervo de prêmios e projetos que suas produções ganharam, todas guardadas e conservadas por ele em vida.

O segundo andar apresenta os diários e alguns pertences de Renato Russo, como cartas de tarô e mapa astral, revelando as angústias por auto conhecimento, a raiva da doença, as  questões e sentimentos diários de um ser humano brilhante, porém humano. É um corredor branco e iluminado, na qual pode-se ouvir Renato contando suas opiniões tão assertivas, que contrastam com as dúvidas expostas nos diários. A exposição termina com uma remontagem do último quarto de Renato Russo, com os móveis de seu apartamento.

A exibição conta com uma parceria com a Samsung, que montou um pequeno quarto em que o público pode “visitar” o apartamento de Renato Russo com o uso de óculos de realidade virtual e câmeras 360º.

A exposição começou nesse 6 de Setembro e vai até 28 de janeiro de 2018, com o ingresso por R$12,00, a inteira, e R$6,00 a meia . No feriado de 7 de setembro, em especial, o público teve acesso a um karaokê com músicas do Legião Urbana, flash tattoo inspirada no artista e suas obras, uma banca de tarô com atendimento gratuito e food trucks exclusivos. Além disso, foi possível comprar O Livro das Listas, obra da Companhia das Letras baseada nas anotações de Renato Russo, com 20% de desconto.

Por Letícia Martins Tanaka
leticiamtanaka@usp.br

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*