Home Especiais Tóquio 2020 | Brasil conquista importante vitória no Vôlei Feminino contra Sérvia
Tóquio 2020 | Brasil conquista importante vitória no Vôlei Feminino contra Sérvia

O confronto era bastante aguardado para saber como o Brasil reagiria contra uma das maiores potências do voleibol mundial

ARQUIBANCADA
31 jul 2021 | Por Guilherme Bento (guilhermebento@usp.br)

A Seleção Brasileira Feminina de Vôlei conseguiu uma grande vitória no jogo contra a Sérvia, prata na Rio 2016 e atual campeã mundial, neste sábado (31). A partida ocorreu na Arena Ariake e terminou com o placar de 3 a 1. Parciais de 25 a 20, 25 a 16, 23 a 25 e 25 a 19 no quarto set. Com esse resultado, o Brasil consegue importante resultado em sua campanha nos Jogos de Tóquio, passando como primeiro colocado na chave — caso não ocorra uma improvável derrota para a seleção do Quênia.

 O time jogou concentrado nos quatro sets. A partida terminou com um baixo número de erros, 15 pontos no total, e foi marcada por uma atuação sólida das brasileiras com um grande volume de defesas. O ataque ataque foi bem distribuído e inteligente ao não enfrentar o bloqueio sérvio. Vitória do conjunto.

Brasil impressiona pelo conjunto sólido construído. [Imagem: Reprodução/Facebook Time Brasil]

Do lado Sérvio o número de erros foi alto, 27 no total. O time não se encontrou nos primeiros sets e não deu boa sequência em seu jogo. O jogo se concentrou em cima de sua principal estrela, Tijana Boskovic, que terminou a partida com 32 pontos. Contudo isso não foi suficiente para a vitória.

As meninas sabiam da importância desse resultado para a sequência da competição e vinham de vitórias contra a Coréia do Sul, República Dominicana e Japão. O confronto era esperado com grande expectativa pelos torcedores desde o sorteio das chaves para Tóquio 2020, pois a Seleção não fez um bom ciclo olímpico. Para eles, esse jogo seria a oportunidade de auto-afirmação a partir de uma atuação convincente contra um time vivendo um bom momento.

Além disso, o encontro foi marcado pela afirmação da levantadora Roberta. A levantadora titular Macris sofreu uma entorse no tornozelo no jogo contra o Japão na quinta-feira (29) e não teve condições de jogar a partida. Com isso, a levantadora reserva saiu do banco e mostrou porquê conquistou sua vaga na Liga das Nações de 2021, com  um jogo sólido e confiante na distribuição.

O jogo do Brasil

O primeiro set começou com um ponto marcado pela sérvia Boskovic. Na ansiedade dos primeiros minutos de partida, esperava-se que aquela seria uma cena comum incomodando o Brasil. Contudo, a seleção conseguiu encaixar o seu jogo e logo conseguiu marcar 6 a 4.

Os erros do lado de lá totalizaram 10 pontos para a Seleção Brasileira, contribuíram para se manterem à frente no restante do set. A estratégia do Brasil de jogar com um bom volume de defesa e errar pouco é típica dos times treinados por Zé Roberto Guimarães. A Seleção cedeu apenas 2 pontos ao time sérvio em erros, o que contribuiu para fechar um set inesperadamente tranquilo com o placar de 25 a 20.

No segundo set o jogo seguiu o mesmo ritmo. A Sérvia ainda errava muito e, apesar dos pontos marcados por sua oposta, o time não conseguiu igualar a parcial. O técnico sérvio substitui sua ponteira Brankica Mihajlovic, uma das grandes estrelas do time, pois ela não estava rendendo o esperado. Entra Bianka Busa. Além disso, substitui a central Maja Aleksic pela  Mina Popovic.

O Brasil estava tranquilo com o placar de 14 a 9. Entretanto, as substituições na Sérvia começaram a trabalhar bem e o seu jogo começou a se firmar. Ainda assim, o  ataque brasileiro estava funcionando mais e por isso conseguiu terminar em 25 a 15.

Já no terceiro set  as mexidas na seleção da Sérvia fizeram a diferença. A jogadora Busa conseguiu recepcionar melhor o saque brasileiro, o que facilitou o levantamento para Boskovic. Além disso, a ponteira sérvia também rendeu no ataque.

O set foi mais disputado. Nenhuma seleção abriu uma frente muito expressiva. A troca de pontos se deu ao longo de todo o set. Desde o placar de 5 a 5 os times   alternavam. A diferença veio no final da parcial em que a Sérvia, se aproveitando de alguns erros brasileiros, conseguiu fechar em 25 a 23.

O último set foi marcado pelo  mesmo equilíbrio da terceira parcial. A oposta Sérvia estava marcando seus pontos, mas o Brasil não estava se fixando em pará-la. A seleção conseguiu neutralizar as outras jogadoras através de um bom saque, bloqueio e defesa. Assim,  Boskovic jogou isolada. Apenas Busa aparecia em alguns momentos marcando pontos no ataque, mas no fim o Brasil fechou a partida em 25 a 19

Tandara no jogo do Brasil

Tandara marcou 19 pontos para o Brasil na partida. [Imagem: Reprodução/Facebook Time Brasil]

Destaque para a levantadora Roberta que assumiu a responsabilidade sem medo e fez uma ótima partida. O próximo encontro da Seleção Feminina Brasileira de Vôlei será na segunda-feira (02), às 09h45, contra a seleção do Quênia.

 

 

Tóquio 2020 vôlei

Arquibancada
O Arquibancada é a editoria de esportes da Jornalismo Júnior desde 2015, quando foi criado. Desde então, muito esporte e curiosidades rolam soltos pelo site, sempre duas vezes na semana. Aqui, o melhor de todas as modalidades, de todos os pontos de vista.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*