Home Escuta Aí 22 anos sem Kurt Cobain: 5 músicas para além de Smells Like Teen Spirit
22 anos sem Kurt Cobain: 5 músicas para além de Smells Like Teen Spirit
Escuta Aí
01 abr 2016 | Por Jornalismo Júnior

Esse dia 5 de abril amanheceu silencioso, assim como há 22 anos. Cobain encerrou sua meteórica existência como gostava, sem mídia. Ao mesmo tempo, usou em sua carta testamento a famosa frase de Neil Young “É melhor queimar de uma vez a se apagar aos poucos”, deixando claro que não iria embora sendo um outro qualquer. Após tantos anos, muito se falou, comentou, estudou e publicou sobre o astro – o recente documentário Cobain: Montage of Heck foi o auge do conhecimento mais profundo sobre Kurt (ou da imagem que sempre se quis construir dele) – e agora, depois de já se ter dito “tudo”, seu legado soa meio esquecido, se limitando a posts de fãs que, mesmo 22 anos depois, insistem em falar disso.

Para fazer um pouco de barulho nesse dia 5 que não deveria ser como os outros, listamos 5 músicas não muito conhecidas do Nirvana, para você que acha que só existem/cansou de ouvir Smells Like Teen Spirit ou Come As You Are:

About a Girl

Música do primeiro álbum, Bleach, mas mais conhecida por sua versão tocada no MTV Unplugged da banda. Fala sobre a primeira namorada de Cobain, Tracy Marandar, e como eles brigavam por, dentre outros fatores, problemas financeiros.

Aneurysm

Uma das músicas mais famosas do Incesticide – álbum de b-sides lançado pelo Nirvana em 1992 – fala sobre um amor doentio, com versos como “Love you so much, it makes me sick”; mas o que os fãs realmente admiram é a intro pesada de mais de um minuto que dá um tom ainda mais tenso à música.

Dive

Mais uma do Incesticide, mas essa é especial porque vem com uma apresentação histórica do Nirvana em um dos considerados “piores shows” da carreira deles, que foi no Rio de Janeiro, na Praça da Apoteose – dizem que o show de São Paulo foi mais bizarro que o do Rio, mas muito pouco material se tem dessa apresentação que é tida, por conta disso, como “um elo perdido” pelos fãs mais assíduos do trio de Seattle – , com direito a um Kurt de vestido e coroa e um Dave Grohl (o baterista) de sutiã (lamentamos pela imagem do vídeo, que não é das melhores, mas é o que se tem disponível).

Radio Friendly Unit Shifter

Música do terceiro álbum da banda, In Utero, ficou conhecida, pois abriu o maravilhoso MTV Live and Loud, show atribuído pelos fãs como um dos melhores do Nirvana.

Do Re Mi

A música final da lista é uma das últimas canções composta pelo frontman do Nirvana, lançada na coletânea póstuma With the lights Out. Uma demo melancólica, acústica e com o fim à la Kurt Cobain: o inocente “Do Re Mi” vira “Don’t rape me” no último verso.

Por Ingrid Luisa
ingridluisaas@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
Mary Aguiar Sousa
Imaginem que Ingrid me fez assistir uma missa e pedir ao Padre para pronunciar o nome de Kurt Cobain para homenagear os 19 anos de sua morte. Mico desses só mãe paga. Ingrid você é uma semente de amor nesse planeta. Obrigada por ser assim tão cheia de Deus. Te amo.
06 abr 2016
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*