Home Eu Fui Gente como a gente: Fernanda Souza expôs um panorama geral sobre sua vida no Café Acadêmico
Gente como a gente: Fernanda Souza expôs um panorama geral sobre sua vida no Café Acadêmico
Eu Fui
09 jun 2018 | Por Jornalismo Júnior

Imagem: Melissa Tsuzuki

Na última quinta-feira (07) ocorreu a 51º edição do Café Acadêmico, evento produzido pela Agência de Comunicações Eca Jr., que contou com o patrocínio de diversas empresas. Como de praxe, as mesas que compunham o ambiente estavam repletas das mais diversas comidas e bebidas, além de alguns doces. Também é costume do evento trazer convidados para lá de especiais, e nessa edição não podia ser diferente: Fernanda Souza, atriz, apresentadora e youtuber foi a requisitada da vez.

Um quadro geral sobre a vida de Fernanda compôs a conversa, em que falou sobre sua carreira, família e amigos, além de outros aspectos pessoais e profissionais, sempre de forma muito espontânea e divertida. Ela ainda deu diversos conselhos: criar um canal no youtube com temas que lhe agradam e respeitar a própria consciência ao aceitar um papel para atuar foram alguns deles.

A apresentadora começou falando sobre o início de sua carreira, que diferente do que muitos pensam, não foi como atriz de novela, mas de comerciais. Só passou a atuar em novelas quando entrou para o elenco de Chiquititas, interpretando o papel da protagonista Mili, em 1997. Mas antes disso, Fernanda já havia participado de outros projetos televisivos, como o programa X-Tudo da TV Cultura, no qual era apresentadora.

Foto: Melissa Tsuzuki

Falou também sobre as atuações nas produções da TV Globo, e sobre suas  personagens Mirna e Carola, duas das mais marcantes que já interpretou. Entretanto, o passado não foi a única temática, mesmo porque o presente, da também youtuber, é tão badalado quanto (isso se não for mais). Com o programa de entrevistas Vai Fernandinha, apresentado pelo canal por assinatura Multishow, Fernanda Souza aposta em uma nova fase da carreira.

Diz que contou principalmente com o incentivo do também apresentador Tiago Leifert, após os dois comandarem a exibição do programa The Voice Brasil. Tiago dizia que Fernanda possuía muito potencial e que deveria ter um programa só dela. Assim, ela seguiu o conselho do amigo, agarrando todas as oportunidades quando foram aparecendo, e deu certo! Vai Fernandinha é um super sucesso, sendo exibido desde 2016.

Passada a apresentação, iniciou-se a sessão de perguntas, e já na primeira Fernanda foi surpreendida: descobriu que a avó de um dos espectadores, que segundo ele possui 70 anos, acompanha o programa e é fã dela há muito tempo. “Que bom que eu não fiz nenhuma besteira para ela ser minha fã, ou se fiz, que bom que ela me desculpou”, disse a atriz enquanto refletia sobre como tem conseguido encantar as mais distintas gerações.

A onda fitness foi outra temática abordada na sessão. Ela contou que, como atriz, já precisou ter seu corpo alterado diversas vezes, mas que sua preocupação maior sempre foi a saúde. Em personagens em que precisou engordar, por exemplo, disse que fazia exames de sangue a cada 3 meses para se certificar de que estava tudo bem. Falou ainda sobre a forma como utiliza as redes sociais, que também são suas ferramentas de trabalho. Explicou como funciona a propaganda de certos produtos e afirmou não divulgar nada que ela mesma não aprove.

Quando questionada sobre uma possível desigualdade de gênero na vida de artista, Fernanda disse nunca ficar sabendo do salário dos outros atores, por exemplo, nas novelas em que fez parte do elenco. Todavia, disse ter sofrido um caso de assédio, não tão grave, segundo ela mesma, mas que a incomodou. Foi chamada de “gostosa” ao passar por uma cidade cenográfica enquanto estava trajada com a roupa da personagem, que seria muito curta: “não foi um elogio, foi com uma conotação sexual e eu não gostei não. Eu disse: ‘me respeite, pois estou trabalhando’ “.

Outros assuntos foram abordados: vida conjugal com o cantor Thiaguinho, amizade com Bruna Marquezine e até o prêmio recebido em 2010 pela merecida vitória no quadro Dança dos Famosos, exibido pelo Programa Domingão do Faustão. Mas, o mais interessante da conversa foi a maneira como a convidada demonstrou que, apesar de algum glamour, os artistas são “gente como a gente”. Afinal, ela gosta de “memes”, também tem ídolos (uma em especial que é a cantora Sandy), já passou por tempos de crise financeira, nem sempre está de bom humor e possui todas as outras características que enfim, nos tornam humanos.

Pedindo para que as pessoas não se levem a sério e que sejam simplesmente felizes, Fernanda Souza se despediu, finalizando mais uma edição do Café Acadêmico. Esse evento que, além das guloseimas que pudemos trazer para casa, nos deixou com o desejo de que a próxima edição seja tão agradável quanto essa foi.

Por Crisley Santana
crisley.ss@usp.br

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*