Home Controle Remoto Girls just wanna have fun – a série de Lena Dunham chega a sua quinta temporada
Girls just wanna have fun – a série de Lena Dunham chega a sua quinta temporada
Controle Remoto
30 mar 2016 | Por Jornalismo Júnior

Quatro amigas em Nova York. Não, não estamos falando do universo colorido de Sex And The City ou Gossip Girl. Hannah (Lena Dunham), Marnie (Allison Willians), Jessa (Jemima Kirke) e Shoshanna (Zozia Mamet) não têm empregos legais, não moram em bairros chiques e não têm carro. Elas têm uma vida amorosa difícil e famílias complicadas. Estão quase nos trinta anos e não sabem o que vão fazer da vida.

Elas são as protagonistas da série Girls, da HBO, que chega agora em sua quinta e penúltima temporada: o programa já está com o fim marcado para 2017. Mas nada de tristezas: a própria multitarefada criadora, roteirista e atriz do seriado, Lena Dunham, vê o momento como oportuno para parar.

Mesmo porque, longe de ser líder de audiência, a série podia parecer convencional nos primeiros episódios lá em 2012, mas logo revelou sua excentricidade. Um belo resumo disso é o título “Como Lena Dunham transformou uma vida de ansiedade, sexo ruim e inúmeros remédios psiquiátricos no programa mais engraçado da TV” que apareceu em uma matéria da revista Rolling Stone.

Não mais do que o esperado: a moça não tem medo de tabus. Trata abertamente de temas como sexo e crises emocionais, tira as roupas em frente às câmeras e virou uma espécie de “líder” feminista da atualidade. Recentemente, causou barulho ao criticar a revista “Tentaciones”, do jornal espanhol El País, por supostamente modificar o seu corpo na foto de capa e deixá-la mais magra.

Longe de ter um corpo de modelo e símbolo da libertação feminina, Lena posa em foto para o seu Instagram. Imagem: Instagram.

A atriz, inclusive, mistura realidade e ficção ao adicionar muito de sua autobiografia, compilada no livro “Não Sou Uma Dessas” (Not That Kind Of Girl), às telas da tevê. Nele ela relata, entre outras coisas, como é fazer uma cena de nudez e como é ser diretora no ambiente majoritariamente masculino de Hollywood. É ali onde ela também conta diversas das histórias que são reproduzidas pelos personagens nos episódios, e não faz nenhuma questão de esconder os detalhes constrangedores.

Desse modo, fica difícil desvincular o programa da imagem de sua criadora, que incorpora a ele muito de si. Para se ter uma ideia, Jemima Kirke, que interpreta a personagem Jessa, é uma colega de Lena do ensino médio. Dunham já se deixou ser tatuada por ela, como Jemima confirmou em entrevista para a Vanity Fair.

Jemima recebeu o convite para trabalhar na série Girls após uma participação no filme Tiny Furniture (2010), dirigido e estrelado por sua amiga Lena. Imagem: Divulgação.

História louca? Talvez a série toda seja louca, ou – que tal?- humana demais. Por isso, é difícil escolher um personagem favorito e torcer por ele até o fim, pois alguma hora ele (ou ela) vai pisar na bola e magoar alguém, ser grosso ou apenas egoísta demais.

Ser inconstante, afinal, é uma característica do show, que conquistou dois Globos de Ouro em 2013, nas categorias de melhor atriz de seriado ou musical, para Lena Dunham, e melhor série ou musical do ano, além de um Emmy de melhor elenco de comédia, em 2012. Girls também projetou a carreira do ator Adam Driver, que ganhou o papel de Kylo Ren em Star Wars: O Despertar da Força (2015).

Adam Driver dá vida a Adam Sackler na série, um aspirante a ator nada menos do que bizarro que se envolve com Hannah. Imagem: Divulgação.

Agora, na quinta temporada, a ideia é que as meninas apareçam mais maduras em relação ao que eram quatro anos atrás, quando deram as caras pela primeira vez. Difícil de acreditar: agora você já deve ter lido o suficiente para saber que não será uma temporada livre de dramas. Apesar de tudo, só o que elas querem, no final, é se divertir. E pelo menos isso elas conseguem.

Por Helena Mega
helenamega8@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*