Home Água na Boca Muito além das caixas
Muito além das caixas
Água na Boca
03 out 2016 | Por Jornalismo Júnior

Os clubes de assinatura vão dominar o mercado brasileiro. E os números só confirmam esta tendência. De acordo com uma matéria publicada no site Starupi em maio deste ano, o número de assinantes deste tipo de serviço já alcança a marca de 400 mil, e a expectativa torna-se ainda maior se levado em consideração que em países como os Estados Unidos o mercado de assinatura de caixas já tem cinco vezes mais assinantes do que aqui.

A variedade de produtos oferecidos é infinita e vai desde seleções de esmaltes importados até caixas com alimentos veganos. No entanto, esta variedade que tanto atrai o cliente torna-se também um grande desafio para quem pretende inserir-se no ramo – tornar-se um diferencial em meio a tantas opções é uma tarefa difícil. Para muitos empresários, a saída para este impasse foi diferenciar-se não apenas no produto, mas também na forma como ele é oferecido. Isadora Caporali, CEO da Sublime Rituais, afirma que após uma pesquisa de mercado se deram conta de que o cliente buscava não só um produto, mas uma experiência. Assim decidiram proporcionar a eles mais do que cosméticos: um ritual de beleza. Outras empresas tem seguido também este caminho, como a Veggie Box. Além dos produtos cruelty free, sejam eles alimentos ou cosméticos, a empresa disponibiliza também um conteúdo online de tutoriais, curiosidades e receitas relacionadas a eles.

Além disso, Isadora Caporali também ressalta a importância da curadoria neste ramo. De acordo com ela, esta é uma das chaves do sucesso dos clubes de assinatura, uma vez que envolve o carinho em escolher produtos bacanas e apresentar novas possibilidades para os clientes. Esta também é uma das estratégias da Tag Experiências Literárias. A empresa é atualmente uma das maiores em assinatura de livros e se diferencia das outras justamente por uma especial curadoria feita por nomes experientes e consagrados na área, oferecendo ao leitor a possibilidade de fugir de sua zona de conforto literária e aventurar-se pelos mais diferentes gêneros.

Eis ai mais uma particularidade dos serviços de assinatura de caixas: o fator surpresa, o grande resposável pelo frio na barriga e pela ansiedade em receber a visita do carteiro. O fato de o leitor não saber o que o aguarda dentro da caixinha pode ser encarado tanto como uma vantagem como também uma desvantagem. Afinal, é impossível agradar a todos os clientes ao mesmo tempo. Neste ponto, o empresário da área de assinatura enfrenta mais um desafio que não é tão presente no e-commerce tradicional que oferece produtos avulsos. É importante manter um estreito laço de fidelidade com o cliente para que ele mantenha a assinatura ainda que não tenha gostado tanto do produto recebido naquele mês. É estabelecida uma via de mão dupla e cumplicidade entre empresa e assinante.

Caixas da empresa TAG Experiências Literárias. Imagem: TAG

Gustavo Lembert, da Tag Experiências Literárias, relatou ao Sala33 a importância deste diálogo com os clientes, ainda mais tratando-se de empresas que, como a Tag, que atendem em todo território nacional. Segundo ele, os clientes comunicam-se não apenas com a empresa, mas também entre eles, por meio de redes sociais como o facebook e whatsapp. Gustavo diz que alguns assinantes já chegaram inclusive a marcar encontros presenciais para conversar e debater sobre os livros recebidos. A sensação de pertencimento a algo maior vivenciado pelos clientes, de acordo com ele, é um fator muito positivo deste diálogo.

Quanto às desvantagens do negócio de assinaturas, a maior responsável parece ser um problema que afeta o e-commerce de forma geral: a logística. Ao mesmo tempo que a internet permite conectar-se e ganhar clientes em todo território nacional, os empresários do ramo lamentam por não ter um contato mais próximo com os clientes. Esta conversa olho a olho é o que faz falta, de acordo com Gustavo.

“A maior vantagem é que você pode estar em todos os lugares e a maior desvantagem é que você estará em todos os lugares – e ao mesmo tempo em nenhum”, ressalta Isadora a respeito. No entanto, ela reconhece que os benefícios da internet muitas vezes superam esta dificuldade “Uma vez uma mulher deu uma assinatura de presente para a sua mãe, que morava no interior do Pernambuco e que nunca havia ouvido falar em cosméticos naturais. Nunca vou me esquecer da satisfação em enviar os produtos para essa mãe”.  Para Samyra, da Veggie Box, a logistica não precisa ser encarada como desvantagem, mas sim como algo desafiador.

O que a Veggie Box, a Tag Experiências Literárias, a Sublime Rituais e sem dúvidas centenas de outros clubes de assinatura têm em comum é que são empresas de sonhos. Nasceram dos sonhos de pessoas que compartilhavam dos mesmos ideais e crenças e que acreditavam existir muitos outros como eles. Assim, a melhor maneira que encontraram de compartilhar estes sonhos foi embalá-los carinhosamente em caixas e enviá-los para todo o Brasil.

Por Taís Ilhéu
taisilheusouza@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*