Jornalismo Júnior

logo da Jornalismo Júnior
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Humor Mais Que Frustrado

por Maria Beatriz Barros mabi.barros.s@gmail.com Dos anos 80 até meados dos anos 2000, eram populares as “Comédia Besteirol”, um humor burlesco carregado de preconceitos e senso comum, concretizado sob a marginalização de algum grupo social. São exemplos do gênero a série de filmes American Pie e O Máscara (The Mask, 1994). Hoje, piadas machistas, homofóbicas, …

Humor Mais Que Frustrado Leia mais »

por Maria Beatriz Barros
mabi.barros.s@gmail.com

Dos anos 80 até meados dos anos 2000, eram populares as “Comédia Besteirol”, um humor burlesco carregado de preconceitos e senso comum, concretizado sob a marginalização de algum grupo social. São exemplos do gênero a série de filmes American Pie e O Máscara (The Mask, 1994). Hoje, piadas machistas, homofóbicas, de qualquer cunho apelativo e excludente já não são mais tão bem toleradas pela sociedade. É neste contexto que estreia o longa Férias Frustradas (Vacation, 2015), remake disfarçado de sequência do filme de mesmo nome, lançado em 1983.

férias_frustradas_1

A sensação que temos ao assistir a semi-nova produção de Warner Bros Pictures assemelha-se a um deja-vu. É porque, de fato, já conhecemos sua história. O enredo de Férias Frustradas é basicamente o mesmo de seu xará, apenas com algumas singelas mudanças, como o elenco. Rusty Griswold (Ed Helms), vendo a desunião de sua família, deseja repetir a viagem de carro que fez com seus pais e irmã anos antes ao Walley World, um parque de diversões na Califórnia. Muito a contragosto, seus filhos e esposa embarcam com ele na viagem através dos Estados Unidos, repleta de desventuras cômicas, como uma banheira com restos de assassinato, uma vaca comendo costela de boi e um banho no esgoto.

férias_frustradas_2

As similaridades entre os enredos de 1983 e 2015 são tantas que, em certo momento do filme, um dos filhos de Rusty diz “Você quer repetir a viagem que fez com seus pais? ” e a resposta do pai é “Não vamos repetir, porque nós (ele e a irmã) éramos um menino e uma menina e vocês (seus filhos) são dois meninos”. A brilhante constatação resume perfeitamente o quadro de diferenças entre os filmes homônimos. O novo roteiro chega até a reiterar algumas cenas humorísticas, como a exuberante jovem em uma Ferrari vermelha que flerta com Rusty.

férias_frustradas_3

A versão original de Férias Frustradas foi um sucesso de bilheteria: faturou 61 milhões de dólares sob o orçamento inicial de 15 milhões. Mas como já dito, ela foi lançada em outro contexto social, quando a indústria cinematográfica ainda estava descobrindo o humor escrachado e a sociedade saia das garras da censura. Naquela época, a homossexualidade era considerada doença mental, “lugar de mulher era na cozinha” e apelação era sinônimo de humor. Hoje, os gays conquistaram seu espaço civil, bem como as mulheres estão sendo cada vez mais reconhecidas e unindo-se em prol de seu empoderamento, quebrando estereótipos estabelecidos em décadas passadas.

Por mais que a intenção do filme fosse criticar tais comportamentos soberbos de marginalização, é imprescindível lembrar que eles ainda não foram totalmente superados. Assim, ciente de sua influência junto a sociedade, grande parte da indústria de entretenimento busca combater o discurso degradante, substituindo-o pelo de respeito e tolerância. Logo, a sequência/remake de Férias Frustradas caminha sobre uma tênue linha entre ridicularizar os valores retrógrados e preconceituosos que ela coloca em voga tão descaradamente e ratificá-los, por eles estarem sempre no plano principal do filme.

É elogiável a atuação dos atores no longa, e sua produção também é muito boa, mas o teor dúbio do enredo dificulta que outros aspectos sejam melhor desenvolvidos. O ponto alto do filme, que esteará na próxima quinta-feira, 10 de Setembro, é a música Kiss From a Rose, do cantor britânico Seal, repetida três vezes no desenrolar da história.

Confira o trailer:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima