Home Escuta Aí Mika e a jornada musical pelo amor próprio
Mika e a jornada musical pelo amor próprio
Escuta Aí
25 out 2017 | Por Jornalismo Júnior

A busca incessante pelo amor próprio entremeia as canções do cantor Mika. Nascido em Beirute, capital do Líbano, o cantor mudou-se com sua família aos nove anos para Londres e construiu sua carreira nesse país. O estilo alternativo, extravagante e peculiar de suas músicas e de sua voz fez com que muitas portas se fechassem no início. Quando, só depois de cinco anos, uma gravadora aceitou lançar suas músicas, ela tentou moldá-lo ao mercado e ele, em resposta, gravou Grace Kelly, em que grita antes do refrão icônico “why don’t you like me without making me try?”. Esse é o clamor que se encontra na maioria de suas músicas: “Por que você não gosta de mim sem me exigir esforço?”. Por que não podemos ser quem somos e sermos felizes e aceitos?

Essa procura pela autoaceitação e aceitação do outro é muito mais complicada do que, inicialmente, se parece. Entre músicas leves e irônicas que abordam a autoestima como algo que deve ser natural, há músicas que revelam o abismo emocional do cantor que luta contra seus fantasmas e tenta encontrar esperança no futuro. Nessas canções, o amor próprio é o fim esperado, mas incerto e que deve ser constantemente relembrado.

O Sala 33 fez uma lista mostrando os principais singles do cantor que abordam o tema.

1. Big Girl (You Are Beautiful)

“Porque uma mulher de verdade precisa de um homem de verdade”

A letra dessa música apresenta um tom mais descontraído e eleva a autoestima feminina em relação ao corpo. O trocadilho do título (Big Girl pode ser tanto“grande garota” quanto “garota grande”) mostra que as mulheres que estão acima do peso também são especiais e exigem um parceiro que esteja a sua altura.

2. We Are Golden

“Nós não somos o que você acha que somos – Nós somos de ouro, nós somos de ouro”

Mika apresenta uma faceta mais complexa no hit de 2008. Ele questiona a influência que o mundo, o outro, possuía em sua autoestima e a razão de ele ter dado permissão para que essa influência tóxica o penetrasse. Ele se sente solitário e perdido, atingido pela opinião alheia sobre sua personalidade, mas consegue entender, por fim, que o que importa é a sua opinião sobre si mesmo: “eu vivo para brilhar, não para você”.

3. Good Guys

“Se estamos todos na sarjeta, isso não muda quem somos. Pois alguns de nós na sarjeta estão olhando para as estrelas”

Essa música causou certo alvoroço quando foi lançada em 2015, porque a letra “oficial” que aparecia nos sites sofreu uma modificação que esvaziou a força da canção original. Depois das reclamações dos fãs, a música voltou a ter sua letra original que conta com o primeiro refrão dizendo “where have all the gay guys gone?”.

Good Guys apresenta àqueles que se tornaram uma referência para Mika, como Arthur Rimbaud e David Bowie, e a dúvida a respeito do seu sucesso profissional e pessoal. O possível fracasso apontado na música, contudo, traz consigo a força íntima de superação e a esperança de conquista da autorrealização.

4. Billy Brown

“Não deixe as estrelas te derrubarem, não deixe as ondas te afogarem”

Mais polêmica do que Good Guys, o single Billy Brown conta a estória de um homem que, aparentemente, possuía uma vida perfeita – Billy tinha um bom trabalho, uma esposa dedicada e filhos carinhosos, quando descobriu que estava apaixonado por outro homem. Ele então realiza sozinho uma viagem a fim de compreender a si mesmo.

Aqui, ocorre a luta interna entre o dever e o ser e como a busca pela felicidade é influenciada por essas questões. Qual é o melhor caminho a seguir? De acordo com Mika, é  aquele que o seu coração, livre da opinião alheia, te apontar.

5. Relax, take it easy

“Relaxe, vá com calma: ponha a culpa em mim ou em você”

O caminho para o amor próprio nem sempre é fácil. Às vezes, ficamos aterrorizados, assustados e parece que tudo desabará sobre nós, pois a linha que nos prende a autoestima é frágil. Mas devemos respirar e ir com calma, como afirma Mika em sua primeira música.

6. Popular Song

“E tudo que você tem que fazer, é ser fiel para você”

O hit, que conta com a participação da diva pop Ariana Grande, é uma indireta ácida para aqueles que praticavam bullying contra os cantores na escola. O clipe, não menos mordaz, mostra Mika e Ariana preparando poções que transformaram os agressores em estátuas prontas para serem destruídas. Uma metáfora, claro.

Aqui, a superação é gritante e mostra que todos podem ser o que quiserem e que não se deve acreditar naquilo que quem não gosta de nós fala.

7. No Place in Heaven

“Eu era estranho desde os sete anos de idade. E rejeitado, eu senti o frio vindo sobre mim para cada amor que eu tive que esconder, para cada lágrima que eu já chorei. Não há lugar no céu para alguém como eu”

A música que dá nome ao quarto álbum do cantor é, talvez, a mais profunda de sua carreira. No Place in Heaven é um desabafo pessoal de Mika sobre a relação que teve com o pai e sobre como ele e o próprio Mika lidaram com a sexualidade do cantor. A canção é um mergulho na dor, no medo, na rejeição e na apreensão de Mika por se assumir, não apenas sexualmente, mas como pessoa. A afirmação “não há lugar no céu para alguém como eu” é forte e machuca a quem escuta essas palavras. Machuca porque nos leva a refletir sobre nós mesmos e a perceber que concordamos, cada um com um grau distinto, com a frase: será que somos dignos de algum tipo de elevação? Será que fomos pessoas boas? Será que merecemos qualquer coisa?

É aqui que entra o amor próprio. Talvez nunca conseguiremos atingir a plena autoestima, pois somos humanos e a cobrança interna e externa não parará de agir sobre nós. Mas precisamos nos apoiar na esperança e tentar. E continuar tentando.

 

Por Bruna Diseró
bubslovegood@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*