Home Especiais Tóquio 2020 | Seleção Masculina de Vôlei tem vitória tranquila contra os donos da casa e avança para as semis
Tóquio 2020 | Seleção Masculina de Vôlei tem vitória tranquila contra os donos da casa e avança para as semis

Seleção brasileira deu fim a campanha dos donos da casa após um jogo de bastante empenho dos japoneses

ARQUIBANCADA
03 ago 2021 | Por Guilherme Bento (guilhermebento@usp.br)

Passagem tranquila para as semifinais. Na Arena Ariake, o Brasil enfrentou, nesta terça-feira (03), o time do Japão e conquistou a vitória por 3 sets a 0, parciais de 25 a 20, 25 a 22 e 25 a 20.  Com esse resultado, os brasileiros seguem para a próxima fase das eliminatórias em sua campanha nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

As expectativas para o jogo eram boas acerca de uma vitória brasileira. O Japão, atual 11ª colocado no ranking da Federação Internacional de Voleibol, apesar de ser um time organizado e técnico,  não tem um poder ofensivo tão contundente. O time atua com bastante velocidade, jogadas variadas e muito volume nas defesas — característica das seleções asiáticas de Vôlei. Já o Brasil, 1ª colocado no ranking, tem o jogo de uma seleção de ponta, com atacantes das extremidades da rede e centrais  eficientes e um bom conjunto entre força e velocidade.

Os maiores pontuadores do Brasil foram Yoandy Leal, ponteiro, com 16 pontos, Wallace de Souza, oposto, com 13 pontos, e Ricardo Lucarelli, ponteiro, com 12 pontos marcados. Do lado japonês, a grande estrela do time, o oposto Yuji Nishida, anotou 13 pontos. Ao seu lado como maior pontuador aparece o jogador Yuki Ishikawa, com 17 pontos.

A seleção brasileira foi dominante no primeiro set. Lucarelli, Leal e Wallace estavam distribuindo bem a responsabilidade do ataque e conseguindo manter o time a frente nas parciais. O Japão demorou a conseguir se encontrar no jogo, porém ele estava sempre se aproximando no placar pelo alto número de erros do Brasil no início do set. Entretanto,  não conseguiram se impor em quadra e o set terminou com 17 ataques do brasileiros contra 10 dos japoneses, placar de 25 a 20.

O segundo set foi mais desconfortável para o time do Brasil. A seleção veio de uma estratégia de saques que consistia em forçar muito o fundamento. Assim vários erros aconteciam como consequência. Isso pesou nesse set, pois, devido ao alto número de erros brasileiros, os japoneses conseguiram impor uma frente no placar e permanecer com a vantagem. 

O técnico Renan Dal Zotto parou o jogo para mudar a tática do saque para que os jogadores o realizassem menos forçado, apenas colocando na quadra adversária sem a necessidade de soltar aquela bomba. O time voltou melhor e empatou na parcial de 17 a 17 com um ataque de Leal. O técnico brasileiro também fez uma mudança de levantador e, assim, o time conseguiu retomar o controle do set e fechá-lo em 25 a 22.

Ao longo do terceiro set a seleção brasileira continuou sendo dominante. Já no início do set estava com vantagem na parcial de 9 a 6. O Japão batalhou ao longo dos pontos. Yuji Nishida tentava diminuir a diferença com seus ataques. No entanto, o Brasil não abriu espaço para reações e terminou o jogo comandando com o placar de 25 a 20.

Agora o próximo jogo das eliminatórias será o da semifinal contra o Comitê Olímpico Russo. Uma pedreira! O Brasil perdeu para eles durante a disputa da fase classificatória da competição por 3 sets a 0. O histórico é ruim e o jogo é aguardado para saber o que a seleção trará de novo para enfrentar o time que a fez amargar a única derrota de sua campanha até aqui. Certo é que os brasileiros chegam com uma casca maior, após um jogo pesado contra a França, que pode ajudar a entrar em quadra nas semis. 


*Imagem de capa: Time agora vai focar em enfrentar o Comitê Olímpico Russo nas semis [Reprodução/Facebook Volleyball World]

Tóquio 2020 trave

Arquibancada
O Arquibancada é a editoria de esportes da Jornalismo Júnior desde 2015, quando foi criado. Desde então, muito esporte e curiosidades rolam soltos pelo site, sempre duas vezes na semana. Aqui, o melhor de todas as modalidades, de todos os pontos de vista.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*