A Comic Con Experience 2016 começou com altas expectativas. Após duas edições anteriores de muito um sucesso, o evento já consta na agenda atual do país – e de todo bom nerd. A feira deste ano está ainda maior, ocupando uma estrutura de 100 mil metros quadrados e com estimativa de 180 mil visitantes nos quatro dias de evento, se configurando como a maior convenção de cultura pop da América Latina. Além dos estandes de grandes empresas, como Fox, Sony, Netflix e Warner, os painéis nos auditórios Cinemark, Ultra e Thunder trazem conteúdos exclusivos. E, como não poderia faltar, os quadrinhos estão muito bem representados: o Artist’s Alley deste ano conta com 336 mesas e mais de 461 quadrinhistas, incluindo independentes e até estrelas internacionais. Mas, em uma feira tão grande e tão diversa, como aproveitar o que há de melhor? O Sala 33 foi lá conferir tudo e dá algumas dicas:

ESTANDES IMPERDÍVEIS

Assim que se entra numa Comic Con, a primeira coisa que logo salta aos olhos é a infinidade de empresas que expõem seus estandes. As vezes com grandes action figures e banners, outras com jogos interativos e produtos, cada uma delas tenta atrair o maior número de pessoas para divulgar sua marca.

Para começar o dia, corra para os estandes da HBO e da Fox. Nelas, você ou terá as maiores filas do evento, ou precisará de senhas para participar das atividades. Assim, para não frustrar os planos do dia logo de cara, é bom se garantir enquanto a feira ainda não está cheia. Na HBO, por exemplo, você poderá conferir o famoso trono e os figurinos de Game of Thrones. Outra série de TV que desponta é Westworld, com uma dinâmica de realidade virtual que disponibiliza pouquíssimas senhas de hora em hora. Já na Fox, as atividades só são liberadas para maiores de 18 anos. Lá, você pode tirar fotos com as garras de Logan ou entrar no mundo de Alien: Covenant, em um Escape Room de realidade virtual. Mas o destaque do estande fica com certeza por parte de Assassin’s Creed, franquia de jogos que agora ganha as telas dos cinemas. Na feira, foram montadas uma estação de parkour e uma estrutura de sete metros de altura para o famoso Salto de Fé – que é quando o personagem salta do topo de edificações para cair ileso em cima de um bolo de feno -, de forma que o visitante possa se sentir de fato como um assassino da Renascença. A experiência é divertida, mas nada que valha uma hora e meia passadas na fila. Como Samuel, visitante de Santos, diz, “é inevitável ter filas longas, mas acaba sendo desgastante”.

Mas caso você esteja disposto a passar esse tempo em filas, que pelo menos seja nos estandes da AXN ou da Bandai. No primeiro, você precisará desvendar um crime, analisando provas e até mesmo entrevistando os suspeitos. Tudo isso como expectativa para o novo reality show do canal: o Missão AXN. Já a Bandai traz uma exposição das 12 armaduras de ouro de Cavaleiros do Zodíaco. Mesmo para aqueles que não acompanharam o anime, o tamanho dos bonecos impressiona e separa boas fotos. Lá você também confere a action figures e hologramas de Dragon Ball e Toy Story. Destaque também para a Netflix que repaginou joguinhos comuns, como Cara a Cara e Memorização, com o universo de suas séries. Lá, há também o espaço da nova série brasileira 3%, que leva os visitantes a competir em uma dinâmica igual a que acontece nos episódios. Como Mariana, que já vem pela terceira vez à CCXP comenta, é “muita mais coisa interativa, não só boneco parado”.

Muitos foram também os estandes divulgando os filmes da próxima temporada. A Sony trouxe Resident Evil 6: O Capítulo Final, Passageiros (com Jennifer Lawrence e Chris Pratt), T2: Trainspotting e, é claro, Homem Aranha: De Volta ao Lar. Nesse último, você pode tirar fotos com Homem-Aranhas como se estivesse de ponta cabeça ou caindo de um prédio. Já a Disney ficou no básico, trazendo apenas banners de Guardiões da Galáxia Vol. 2, Moana e Rogue One – Uma História Star Wars. O mais divertido será tirar foto com Hulk e Thor em tamanho real na parte de Thor: Ragnarok. A Paramount montou uma pista de skate com DJ para xXx: Reativado, terceiro filme da franquia de Vin Diesel, e instalou uma dinâmica de realidade virtual para Transformers: O Último Cavaleiro. Mas nesse ponto, um dos melhores estandes é o da TeleCine que, para divulgar o terror brasileiro O Rastro, com Leandra Leal e Rafael Cardoso, instalou na feira uma casa de horrores. Por mais curtinha que seja, a experiência é de tirar o fôlego.

Quando cansar das filas, duas boas pedidas são a Iron Studios e a Saga. Nessa última, você pode conferir profissionais fazendo maquiagens bastante detalhadas ao vivo. E de quebra, o espaço do Just Dance com certeza fará todos ao redor requebrar. Na Iron, você tem a maior coleção de action figures expostas da feira. É Coringa, Homem de Ferro, Darth Vader. Tudo com várias camadas e texturas que vão encher os olhos dos passantes. As fotos são obrigatórias. Você também pode acompanhar sentado aos campeonatos de Counter-Strike: Global Offensive e League of Legends no estande da Twitch, onde os jogos também ganham representatividade na feira. No fim do dia, passe pelo estande da Cavalera e descanse curtindo um show gratuito. Por lá já passaram Supercombo e um cover de AC/DC.

Se você é papai ou mamãe e seu filho não aguenta mais andar para lá e para cá, não deixe de passar no estande da Mattel, onde ele poderá ficar na brinquedoteca enquanto você corre de volta para as compras. Outras duas pedidas são os estandes da Fini e da Gilette. No primeiro, com sorte você pode conseguir doces de graça, se conseguir pegá-los nas máquinas de garra. Já na Gilette, basta se conectar ao Facebook que você terá Wi-Fi para o resto da feira.

Com a infinidade de empresas, diversão e filas, é natural que não dê para ver tudo num único dia, mas “o bom é que tem muita coisa legal para a gente ver”, como conclui Mariana, “ano passado tinha muita coisa só de Star Wars, Batman. Ficou meio saturado. Esse ano tinha muita coisa de tudo. Eles ouviram o pessoal e melhoraram bastante o evento”. Por fim, outros estandes estarão por lá para tomar suas verdinhas. Mas fique tranquilo, produtos bons não faltam. Confira a seguir o que há de melhor a se fazer com suas economias do ano…

VOU FALIR NA CCXP?

Nesses eventos, é sempre bom programar com antecedência o quanto se pode gastar e o que se quer comprar, porque as tentações não são poucas. Se você é daqueles que aprecia e pode gastar muita grana em action figures, você pode adquirir sua própria cabeça de Sauron e gritar “You shall not pass!” várias vezes para ela por 3.590 reais. Ou então uma Nimbus 2001, para voar tão rápido quanto Harry Potter, por R$3.000,00. Para quem gosta da cultura do outro lado do Pacífico também há opções: um Camus de Aquário para chamar de seu pode custar 740 reais.

Mas nem só de colecionáveis raros e caros vive uma Comic Con, as famosas camisetas oficiais estão presentes em diversas lojas e aí vale a pesquisa antes de sair comprando: elas podem variar de R$39,90 aos R$100,00, em média. Outro queridinho são os bonecos Pop! Funko, que no tamanho normal custam de R$50,00 a R$110,00, dependendo do personagem – os em formatos maiores são mais caros: um Roger Rabbit pode lhe custar R$54,90, já um Sasuke ou uma Arlequina, R$99,00, enquanto que para conseguir um Batman ou um Han Solo você terá de desembolsar R$109,90. Além dos clássicos, a CCXP oferece uma variedade de produtos nerds inusitados: de colchas de cama a tapetes de Star Wars, você também pode comprar uma almofada BB8 por R$59,90.

Por último, algo muito aguardado pelos fãs era a esperada loja oficial de produtos Harry Potter. Com uma fachada linda que remonta as lojinhas do Beco Diagonal, os preços das camisetas – exclusivas para a CCXP – e bonés estão dentro dos esperado: R$80,00 e R$100, respectivamente. Os famosos cachecóis, por R$80,00, acabaram logo no primeiro dia de feira, mas até o momento da matéria estão sendo repostos. Alguns itens de colecionador também estão presentes: um ovo dourado de dragão, réplica do que Harry ganha em O Cálice de Fogo, custa R$758,00 ou uma taça igual a do Dumbledore vale R$1.300,00. Para finalizar, você pode adquirir um Moleskine oficial de Harry Potter por 180 reais.

Letícia, que usou grande parte da feira para renovar seus acessórios, comenta que “algumas lojas ofereciam desconto quando você pagava em dinheiro, mas eu consegui comprar muito mais coisa (que o ano passado) com a mesma quantidade de dinheiro”. Mas não é só de apetrechos que você pode usar seu dinheiro. Há uma infinidade de quadrinhos, mangás e produções independentes também. Confira onde e o que na sequência do texto, em que o Sala33 falará de quadrinhos e cosplay.

#ComicConExperience2016 #VaiSerÉpico

Por Natan Novelli Tu e Ingrid Luisa
natunovelli@gmail.com I ingridluisaas@gmail.com

Comentários