Home Lançamentos Um Namorado Para Minha Mulher: Uma Adaptação Acertada
Um Namorado Para Minha Mulher: Uma Adaptação Acertada
CINÉFILOS
01 set 2016 | Por Jornalismo Júnior

por Lucas Almeida
almeidalucas1206@gmail.com

O filme Um Namorado Para a Minha Esposa (Un Novio Para Mi Mujer, 2008) fez muito sucesso na Argentina quando estreou, mas sua repercussão internacional é ainda mais impressionante: o enredo ganhou versões italiana, sul-coreana e mexicana. E agora brasileira. Julia Rezende aceitou o convite para dirigir o longa, e contou um pouco dos desafios dessa adaptação na coletiva de imprensa do dia 22 de agosto, em São Paulo.

Um Namorado Para Minha Mulher 1

Coletiva de Imprensa com Caco Ciocler, Ingrid Guimarães, Julia Rezende e Domingos Montagner. Foto: Bruna Nobrega/ Jornalismo Júnior

A produção narra a crise do casamento de Nena (Ingrid Guimarães) e Chico (Caco Ciocler). Sem coragem de pedir o divórcio, o marido contrata Corvo (Domingos Montagner) para seduzir Nena e assim, a mulher tomar a iniciativa de se separar dele. No entanto, o plano sai do controle, e a história acaba tendo algumas reviravoltas.

A diretora de Ponte Aérea (2015) contou que foram meses adaptando o roteiro junto a Lusa Silvestre. A intenção foi trazer o enredo para uma realidade mais parecida com a do espectador e aumentar o tom de comédia da história. Ingrid Guimarães, que também ajudou nessa adaptação disse: “a gente conseguiu trazer a história para uma forma mais atual e que tem mais a ver com o nosso país”.

Essa característica é uma das mais marcantes quando assistimos o longa. As gravações foram todas em São Paulo, e sentimos o cotidiano na produção. A inserção da cidade não é feita de forma forçada, mas com algumas panorâmicas da metrópole entre cenas. Além disso, o filme traz tópicos muito discutidos atualmente, como uso do Whatsapp e vídeos feitos para internet.

a

Apesar de o enredo tratar da algo tão comum quanto a crise em casamentos, a trama exige demais da suspensão da descrença do seu espectador. O próprio fato de Chico tentar contratar alguém para terminar com o seu casamento não é verossímil, mesmo as condições apresentadas no filme, como a sua extrema timidez, não são capazes de deixar a história plausível.

Toda a aparição do Corvo é feita de uma forma trash e o cenário é sempre escuro, para adicionar certo mistério na personalidade do personagem, tentado criar uma situação cômica. Mas as cenas não atingem o humor necessário e se tornam apenas bizarras.

A inserção do personagem de Domingos é feita para modificar a vida do próprio casal, que encontra problemas na sua relação. Ingrid Guimarães comentou sobre na coletiva: “Esse terceiro personagem vem para eles se reavaliarem” e complementou “o perdão é algo muito importante para o casamento continuar”.

b

A história também reforça o discurso sexista do casal, com um marido que gosta de ficar com os amigos, jogar futebol e já está cansado do casamento, enquanto a esposa fica em casa e é considerada por todas como desagradável.

O impressionante elenco mostra a preocupação da produção em trabalhar o humor além dos protagonistas: os comediantes Marcos Veras, Paulinho Serra e Miá Mello também estão no filme.

Um Namorado Para Minha Mulher (2016) estreia no dia 1° de setembro! Confira o trailer:

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*